Em áudio, sargento baleado diz que não quer o filho preso: “Foi tudo influência. Ele é um menino bom”; Ouça

O sargento reformado da Polícia Militar, Benedito da Silva Araújo, de 56 anos, baleado pelo filho adolescente de 13 anos, disse em um áudio divulgado pelo Portal Patos Online que o filho é uma criança boa, sempre foi obediente e criado com muito amor.

Emocionado, o sargento, que perdeu a mulher e o filho mais novo, de 7 anos, na tragédia registrada no último sábado (19), que “o incidente foi uma coisa muita dura, mas não quer dizer que ele seja um menino mau”.

Ele atribuiu a atitude do filho a influência de alguns jogos eletrônicos violentos que estava assistindo e também ouvir algumas conversas de alguns colegas, falando em oprimir os pais, os professores.

“Tudo isso foi influência. Mas ele é um menino bom, obediente”, disse o sargento.

Ele disse que não quer o filho preso.

“Eu não quero que ele fique preso. Ele tem que ficar em liberdade. Ele é uma criança boa. Vou voltar pra cuidar dele com todo o meu amor”, disse emocionado no áudio.

O sargento continua internado no Hospital de Trauma de Campina Grande.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.