Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Morre Estopinha Rossi, uma das primeiras pet influencers do Brasil

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Estopinha Rossi, 14, uma das primeiras pet influencers do país, morreu nesta quarta-feira (20), dias após apresentar problemas de saúde que resultaram em internação e até transfusão de sangue.

A rotina de tratamento e altos e baixos da cachorra foi mostrada em rede social pelo tutor, o especialista em comportamento animal e veterinário Alexandre Rossi. “A dor é imensa”, escreveu ele em legenda de foto com a vira-lata.

Idosa, Estopinha levava uma vida normal, com passeios e brincadeiras, até há poucas semanas. Mas, após uma infecção na unha, enfrentou uma série de complicações.

Nas redes, Alexandre disse que os medicamentos agravaram problemas de estômago. Nos dias que se seguiram, Estopinha precisou ser internada, teve alterações nos exames e precisou até transfusão de sangue.

Com o quadro inspirando cuidados, mas estável, foi liberada para continuar o tratamento em casa.

Agora, porém, o quadro se agravou. No começo da madrugada desta quarta (20), Alexandre compartilhou vídeo falando da piora da Estopinha. Ela havia caminhado no prédio, aparentemente bem, mas em seguida a patinha começou a entornar e, nas imagens ela aparecia deitada e com pouca reação.

“Eu não sei o que fazer, gente”, disse Alexandre, explicando que a família fez de tudo, com os melhores profissionais, mas que a cachorra, mas ela não está reagindo.

“Ela melhora em uma coisa e piora em outra. Estou com muito medo de perder ela hoje à noite”, afirmou.

Alexandre também compartilhou o dilema de voltar a internar Estopinha ou deixá-la no conforto de sua casa, cercada de carinho.

Na manhã desta quarta, Alexandre contou que eles dormiram juntos e que Estopinha estava sem dor.

“Estopinha se foi… dormimos juntinhos e ela estava sem dor. Isso era o mais importante pra mim. Recebeu cuidados durante a noite e pode descansar na minha cama com todo o carinho que podia dar. Mesmo assim estou muito mal. uma parte de mim foi destruída. 14 anos de convívio intenso e muito amor, aventura e travessuras. Valeu cada segundo com ela. Obrigado pelo carinho de vcs todos. Significam muito pra gente”, escreveu.

No perfil da Estopinha, uma foto colorida anuncia a morte. “Eu acredito de verdade que a vida dela foi muito boa, por isso, achei que não cabia aqui uma foto em preto e branco. Nunca conheci uma cachorrinha tão cheia de vida e que amasse viver tanto e curtir cada segundo, e é assim que quero lembrar dela”, escreveu o tutor.

Um memorial para “celebrar essa vida especial” de Estopinha foi realizada no Pet Memorial, em São Bernardo do Campo (SP), aberto ao público —também houve transmissão pelas redes.

“Vocês são parte da vida dela também”, escreveu Alexandre. “O que mais me conforta é saber que ela foi imensamente amada e ajudou a mudar tantas vidas, começando pela minha.”

Barthô, outro cachorro famoso da família Rossi, também esteve no local para se despedir da Topa, como a vira-lata era carinhosamente chamada.

Orlando Alessi, médico veterinário e diretor comercial do do Pet Memorial, lembra que o luto pela perda do animal ainda não é validado pela sociedade, e os velórios são parte importante do processo.

“Os velórios promovem espaços reservados para chorar e marcar a perda, para compartilhar o sofrimento, possibilitando que o luto seja vivenciado e validado pela rede de apoio, familiares, amigos e colaboradores do serviço, pois o luto pela perda do animal ainda não é validado pela nossa sociedade.”

Durante o período de tratamento, Alexandre expôs todo o cuidado com Estopinha e também seus receios em relação ao futuro. Falou de luto antecipado e afirmou que as lives e posts ajudavam a processar o sentimento.

Famosa nas redes, Estopinha ficou conhecida também por acompanhar Alexandre em quadros de programas na TV. “Blogueira por profissão, fazedora de arte por opção” é a definição de sua bio no Instagram, onde atualmente acumula mais de 800 mil seguidores.

Em 2017, Estopinha lançou uma “autobiografia”, “com a colaboração” de Alexandre. O Bom Pra Cachorro quis saber mais sobre a obra e enviou algumas perguntas para a assessoria da Estopinha. De forma bem humorada, quem respondeu foi ela mesma, para não deixar dúvidas de que é a autora. “Euzica que escrevi o livro tudico. É uma autobiografia mesmo! :P”, dizia a resposta por e-mail.

O livro mostra que a vidinha de Estopinha nem sempre foi de muito amor e paparicos. “Estopinha – A Autobiografia da Vira-Lata Mais Amada do Brasil” conta desde que ela, os irmãozinhos e a mamãe biológica viviam nas ruas, passando pelo resgate, uma adoção —ao lado da irmãzinha—, a devolução pela tutora e a busca por novo lar. Antes de integrar a família Rossi, em 2009, Estopinha enfrentou também uma cinomose.

Pai também do cachorro Barthô e da gata Miah, Alexandre afirmou ao blog, em 2018, que os peludos ensinaram e ajudaram em várias situações da sua vida. “O vínculo que me une aos meus três filhotes, que inclui forte proteção, desejo de que vivam muito bem, com muita saúde e experiências boas no dia a dia, pode ser equiparado ao amor de um pai por seus filhos”, escreveu na ocasião, em depoimento para marcar o Dia dos Pais.

Folha Online

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Arthur Urso leva “esposas” para passear sem roupa íntima na orla de João Pessoa

Professores da UFPB desistem de candidatura e apoiam Terezinha e Mônica

Anteriores

jacksonemarcos (1)

Presidente do PT da PB explica presença na PH: “O evento era do PSB, não do PP”

UFPB-entrada-683x388

UFPB terá urnas em todos os centros de ensino nesta quinta; veja locais

Energisa trabalhando na Torre

Ocorrência deixa áreas da Torre sem energia e concessionária atua para normalizar serviço

ALPB 31

ALPB define nova data para audiência com Pollyanna Loreto e oposição questiona ausência

Glicério Feitosa, candidato do NOVO a prefeito de Bayeux

Glicério Feitosa cita “péssima” gestão de Luciene e indecisos para vencer eleições em Bayeux

Polícia civil, viaturas, central

Operação da PC prende ‘contadora’ do tráfico em João Pessoa e cumpre mandados de busca no sertão

Aimee Garcia, atriz de Dexter

Aimee Garcia, de ‘Lúcifer’ e ‘Dexter’, é confirmada para a edição 2024 do Imagineland

terezinhaemonica (1)

Eleições na UFPB acontecem nesta quinta; 46 mil estão aptos para votar

PM, viatura passando

Criminosos sequestram motorista de aplicativo, trocam tiros com a PM e dois são baleados

Dinheiro 21

INSS começa a pagar nesta quarta-feira décimo terceiro antecipado