Líder do prefeito na Câmara de Campina diz que passaporte da vacina “tem número da besta”

Em discurso na Câmara Municipal de Campina Grande nesta terça-feira, 6, o vereador Alexandre do Sindicato (PSD), líder do bloco aliado do prefeito Bruno Cunha Lima (PSD) criticou a exigência do chamado passaporte da vacina para permitir acesso a ambientes públicos em todo o Estado, projeto aprovado pela Assembleia Legislativa também ontem. Ele chegou a se referir ao documento como sendo “o número da besta”. “Quem irá controlar uma multidão no Spazzio ou no Parque do Povo em dia de show?”, questionou o parlamentar, insinuando que a fiscalização da imunização não será implementada.

Ainda na tribuna, ele contou que ao entrar em um elevador foi perguntado se estava vacinado contra o novo coronavírus, ao que respondeu que havia tomado a Coronavac que, segundo ele, “não funciona”.

Estudo realizado a partir da análise de dados de 60,5 milhões de brasileiros vacinados entre janeiro e junho de 2021, contudo, aponta que as vacinas CoronaVac e a AstraZeneca são eficazes na prevenção de casos graves de covid-19, hospitalizações e mortes. De acordo com o estudo, a AstraZeneca ofereceu aproximadamente 90% de efetividade contra hospitalização, admissão na UTI e morte e a CoronaVac forneceu aproximadamente 75% da mesma proteção depois da vacinação.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.