João Azevêdo pede a Ministério que mantenha leitos abertos durante a pandemia

O governador João Azevêdo recebeu, nesta quinta-feira (1), na Granja Santana, em João Pessoa, o assessor especial do Ministério da Saúde, Aírton Soligo, ocasião em que foram apresentadas as ações de enfrentamento do coronavírus implantadas no Estado. Na oportunidade, o gestor também pleiteou a manutenção dos leitos abertos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) durante a pandemia e a centralização da distribuição das vacinas contra a Covid-19 pelo governo federal.

“Todo esse legado de equipamentos na área de saúde precisa continuar. O número de leitos aumentou, mas é fundamental que o SUS não deixe que isso se perca, nós não podemos retroceder. Além disso, a vacina precisa ser distribuída para todo mundo”, pontuou o governador.

O chefe do Executivo estadual também destacou que a Paraíba conseguiu dar as respostas necessárias à população nas ações de enfrentamento do novo vírus. “Nós abrimos 400 leitos de UTI, 900 leitos de enfermaria, testamos 10% da população e em nenhum momento o nosso sistema de saúde entrou em colapso. Nós também agradecemos a ajuda do Ministério da Saúde com o envio de respiradores pulmonares”, completou.

Por sua vez, Aírton Soligo assegurou que a distribuição das vacinas ficará sob a responsabilidade do SUS e elogiou as iniciativas do Estado para combater a Covid-19. “Vocês fizeram um bom trabalho, bem planejado, acompanhamos os dados e tivemos a oportunidade de ajudar a Paraíba”, comentou.

Também participaram da reunião, o deputado federal Hugo Motta; o assessor especial do Ministério da Saúde, Gustavo Pires; o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros; e a secretária executiva da Saúde, Renata Nóbrega.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.