Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Governo instala batalhões e cria abrigo para artistas; conheça iniciativas para revitalizar o Centro

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O governador João Azevêdo e o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, lançaram, nesta terça-feira (12), no Centro Cultural São Francisco, o programa “Viva o Centro”, que reúne um conjunto de medidas e projetos para revitalizar o Centro Histórico da Capital paraibana, com ações nas áreas da habitação, infraestrutura, cultura, segurança, trânsito e incentivos e isenções fiscais.

Na ocasião, o chefe do Executivo estadual ressaltou que a parceria com a Prefeitura representa investimentos de R$ 400 milhões para o Centro Histórico. “Esse é um conjunto de medidas que vai trazer de volta a ambiência urbana do Centro, que tem toda a infraestrutura instalada e o que nós estamos fazendo é atrair pessoas e empresas para essa região. Eu espero que 2024 seja um ano de virada de chave para o Centro Histórico porque todos os incentivos já estarão disponíveis, demonstrando que fazemos uma gestão que cuida das pessoas”, frisou.

Por sua vez, o prefeito Cícero Lucena evidenciou a união de esforços para garantir a revitalização do Centro de João Pessoa.   “Esse é um chamamento para que todos se sintam responsáveis pelo Centro Histórico. O que estamos fazendo com isenções de IPTU e ITBI, além do ICMS Cultural é uma convocação aos proprietários de imóveis e às empresas para que os equipamentos contribuam com essa revitalização e tenho certeza de que vamos atingir os resultados que desejamos”, falou.

Ações do Governo do Estado – Para incentivar a ocupação do Centro Histórico, o Governo do Estado anunciou o ICMS Patrimônio Cultural, cujo objetivo é incentivar projetos de restauração e manutenção de prédios históricos no Centro de João Pessoa. Serão disponibilizados recursos de R$ 10 milhões ao ano, com projetos que podem chegar a R$ 1 milhão, cada.

Para aderir, as empresas deverão se cadastrar no endereço eletrônico cultura.pb.gov.br e emitir a carta de intenção de incentivo. O valor utilizado na obra será ressarcido pelo estado por meio de crédito no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Na área de incentivo fiscal também será concedida a isenção no Imposto sobre Transmissão “Causa Mortis” e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos (ITCD), com investimentos de R$ 40 milhões até 2026.

O governo também anunciou a instalação do Palácio dos Despachos, no prédio onde funcionava o Comando Geral da Polícia Militar, na Praça Pedro Américo. A gestão estadual também irá construir a Casa da Mulher Brasileira, na Rua Francisco Londres, com investimentos de R$ 30 milhões. O espaço é uma inovação no atendimento integral e humanizado às mulheres vítimas de violência, disponibilizando serviços de acolhimento e triagem; apoio psicossocial; delegacia; Juizado; Ministério Público e Defensoria Pública.

Na área da habitação, o governo irá construir 24 apartamentos no denominado condomínio Sanhauá, onde funcionou a antiga vinícola Sanhauá. No local também será instalado um espaço comercial e um espaço expositivo em memória do patrimônio industrial da Paraíba e da história de contribuição da fábrica para o desenvolvimento de João Pessoa.

Ainda na área habitacional, o governo irá construir o Repouso da Arte, que consistirá na edificação de 12 apartamentos destinados a artistas paraibanos acima de 60 anos. As unidades habitacionais contarão com um quarto, sala de estar e jantar, cozinha, área de serviço e varanda. O local ainda contará com sala de reunião para desenvolvimento de atividades artísticas e para  apresentações culturais.

A gestão anunciou a implantação do HabitarAte, um investimento de R$ 3 milhões, que irá promover a conexão dos artistas com a sociedade. O espaço será dividido em três pavimentos. No térreo funcionará um espaço para atividades culturais, apresentações e exposições artísticas. No mezanino funcionará refeitório, cozinha e uma área de convivência que permite a integração visual com o pavimento térreo. Já o último pavimento será destinado a área mais privativa onde moradores ou hóspedes se alojarão. Esta área possuirá seis dormitórios e banheiros de uso coletivo.

Na área da cultura, será implantado o projeto Rotas da Memória, que consiste na capacitação de 50 mulheres para atuarem como guias turísticas no Centro Histórico com a oferta de  cursos em Educação Patrimonial.

Na segurança pública, serão instaladas ao menos 85 câmeras de monitoramento e instalados batalhões e delegacias, a exemplo da Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Infância, a Delegacia de Combate a Crimes Homofóbicos, a Delegacia da Mulher da Zona Norte e o Batalhão de Trânsito. No novo prédio da Delegacia Civil irão funcionar a Central de Flagrantes Norte, Delegacia do Idoso, 2ª Delegacia Distrital e Setor de Identificação do IPC para emissão de RG.

Ações da Prefeitura de João Pessoa – a gestão municipal também anunciou uma série de medidas econômicas e sociais para incentivar o comércio, o turismo e a ocupação do Centro Histórico. Dentre as medidas está a isenção de IPTU e ITBI para imóveis localizados no Centro Histórico e a redução de ISS de 5% para 2%.

Também foram anunciados os projetos para urbanização do Ponto dos Cem Réis, Visconde de Pelotas, Duque de Caxias, General Osório e transversais de ligação.

A Prefeitura da Capital apresentou o Projeto Vias de Acesso que visa requalificar a ligação entre a cidade alta e a cidade baixa, com recuperação do calçamento histórico e melhorias na iluminação e na acessibilidade das calçadas. As ações irão abranger as Ladeiras de São Francisco e da Borborema, Rua da Areia, Beco dos Milagres, Rua Pe. Antônio Pereira, Rua Visconde de Inhaúma – no Porto do Capim, Praça Dom Ulrico e entorno ao lado da Basílica e Praça Socic. Também foi anunciada a recuperação da antiga prefeitura, onde irá funcionar a Guarda Municipal.

Na área da educação e cultura, estão em execução a reforma do Conventinho, do Hotel Globo, do antigo Clube Cabo Branco, na Duque de Caxias, onde será instalada sede da Funjope.

No âmbito da prefeitura também foi anunciada a proposta de recuperação da Antiga Fábrica Matarazzo, uma área que será destinada à criação de um Polo Multicultural envolvendo atividades de produção cinematográfica, áudio visual e mídias digitais, além de espaço de eventos e de equipamentos de apoio turístico – bares, restaurantes e hospedagem.

Também serão recuperados os prédios da Antiga alfândega, antiga fábrica de gelo e o antigo galpão Nassau.

Na área de turismo será criado o Corredor Turístico da Duque de Caxias, um projeto que irá  levar apresentações culturais para o centro histórico passando pela Praça Rio Branco, Igreja São Francisco, Ponto de Cem Réis e Pavilhão de Chá.

Dentre os serviços na mobilidade estão previstos  a  reforma do Terminal de Integração do Varadouro, o remanejamento de linhas de ônibus para realização de embarque e a implantação da Zona Azul no Centro Histórico com Edifício Garagem no Mercado Central. Ainda serão construídas moradias no Porto do Capim, nos  Antigos Nações Unidas, Proserv e Ipase.

Dentre as autoridades presentes ao evento, estiveram o vice-governador Lucas Ribeiro; a primeira-dama Ana Maria Lins; o presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino; os deputados estaduais João Gonçalves e Hervázio Bezerra; o vice-prefeito de João Pessoa, Léo Bezerra; o presidente da Câmara de João Pessoa, Dinho Dowsley; vereadores da Capital paraibana; além de auxiliares da gestão estadual, dentre eles, Deusdete Queiroga (secretário da Infraestrutura e dos Recursos Hídricos), Marialvo Laureano (Fazenda) e Jean Nunes (Segurança e Defesa Social).

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

UEPB: uma crise democrática

Confusão continua: TRE nega ter chancelado posse de Raissa Lacerda na Câmara

Anteriores

PM apreende armas e celulares com facção que planejava ataques em Santa Rita

Presos suspeitos de integrar facção que planejava matar ‘rivais’ em Santa Rita

PM, força tatica

Líder criminoso do Maranhão é preso novamente pela PM em João Pessoa

TCE 2021

TCE aponta excesso de servidores contratados em 44 municípios da PB

caminhaotombado

Caminhão com asfalto tomba em vala da BR 230 em Santa Rita

apreensao1 (1)

Operação cumpre mandados de prisão contra facção criminosa na Paraíba

padrastgo

Padrasto tenta culpar ex-esposa, mas pega 42 anos por assassinato de Júlia

hugomottaeministro

Ministro informa a Hugo que Paraíba deve ganhar novo aeroporto em São Bento

fasfasg

Célio Alves promete recorrer de condenação por violência de gênero

Edicoes-coisas-pra-ajeitar-1_Easy-Resize.com_-1

PGR denúncia Pâmela Bório por associação criminosa nos atos do 08 de Janeiro

operacaocartola

Operação Cartola: Gaeco reconhece a prescrição de penas de dois acusados no caso