Gilvan quer convencer Maranhão a devolver gratificações de até R$ 500

O ex-deputado Gilvan Freire, cuja filiação de retorno ao PMDB se deu ontem na cidade de Patos, conversou hoje com o Parlamentopb e revelou suas metas no momento em que se reincorpora à legenda. Ele afirmou que uma prioridade e convencer o governador José Maranhão (PMDB) a devolver as gratificações de quem as recebia em valor até R$ 500. O corte foi efetuado em março deste ano a título de correção de benefícios oferecidos "graciosamente" pelo Governo passado.

"Tenho tentando argumentar com o governador de que os soldados pequenos não devem ser penalizados pelas discussões que travam por causa dos oficiais. Eles estão sujeitos ao Governo e podem contribuir mais com a gestão de Maranhão ao invés de serem prejudicados. É uma luta que estou encampando", disse o ex-deputado.

Gilvan, que almoçou com aliados e amigos hoje, disse que outro pensamento que tem defendido é a inclusão do prefeito Veneziano Vital do Rêgo como vice na chapa de Maranhão: "Em 2010, não há como Veneziano concorrer ao Governo. Ele deverá ser o vice e ser preparado, desde já, para suceder o próximo governo de Maranhão. E essa seara, de articulações e preparação de novas lideranças, é uma em que costumo atuar".

Finalmente, outro ponto ressaltado por Gilvan foi a defesa para que o governador Maranhão adote um discurso pacifista: "Como estão todos os atores políticos envolvidos em uma luta que divide o Estado, tenho aconselhado Maranhão a adotar um discurso que pacifique a Paraíba. Ainda que os adversários não queiram permitir, que instiguem a discórdia, que ele se mantenha tranquilo e transmita uma mensagem de paz. Eu disse que ele tem que perseverar nisso, que é o que o Estado precisa", resumiu.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.