Frejat e Mira Maya animam o público do Extremo Cultural sábado

O cantor e compositor Frejat e a cantora e também compositora Mira Maya são atrações deste sábado (18) no projeto Extremo Cultural. O evento teve início no dia 4 de janeiro, no Busto de Tamandaré, divisa das praias de Tambaú e Cabo Branco, e é promovido pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através da Fundação Cultural (Funjope).
 
A primeira atração da noite será a cantora Mira Maya, que sobe no palco às 20h. Conhecida por sua voz forte e presença de palco, Mira traz um repertório recheado com músicas que estarão no seu próximo disco produzido por Ricado Vidal (O Rappa), além de novas composições. Nesta apresentação contará com a participação especial do rapper, cantador, embolador “RAPadura”.
 
Na fase atual, a artista apresenta ao grande público uma sonoridade que vai do rock às nuances eletrônicas, sem perder suas referências da Música Popular Brasileira. Mira está na estrada há seis anos e já se apresentou nas principais casas noturnas do Nordeste e em Festivais de Música pelo país. Dividiu o palco com Elza Soares, Vander Lee, Fernanda Abreu, Chico César, Totonho, Flávio José e agora com Frejat.
 
Mira é natural de Conceição do Araguaia (PA), mas reside em João Pessoa desde a infância. Foi coralista do Gazzi de Sá, da UFPB e do Villa Lobos. Em 2009, lançou seu primeiro disco intitulado “Na Mira”, um trabalho com canções autorais e de compositores da Paraíba e Pernambuco.
 
Frejat – O carioca Frejat está programado para subir no palco do Extremo Cultural a partir das 22h. Frejat foi o principal parceiro de Cazuza e é o fundador da Banda Barão Vermelho, que ganhou projeção nacional ao emplacar "Bete Balanço", tema de filme homônimo.
 
Em 1985, o Barão Vermelho se apresentou no Rock In Rio, mesmo ano em que Cazuza deixava a banda para dedicar-se a carreira solo. Frejat assume os vocais e a parceria com Cazuza se mantém. Em 30 anos de carreira e treze álbuns lançados, são músicas de grande sucesso: "Todo Amor Que Houver Nessa Vida", "Pro Dia Nascer Feliz", "Maior Abandonado", "Bete Balanço", "Eu Queria Ter Uma Bomba", "Pedra, Flor e Espinho", "O Poeta Está Vivo", "Pense e Dance" e "Por você".
 
Ao longo dos anos, a banda sempre se manteve ativa, atraindo novos fãs, além daqueles que os acompanhavam desde o início. A liderança carismática de Frejat e o apoio mútuo dos integrantes mantiveram o Barão coeso ao longo dos anos.
 
Frejat está com nova turnê de shows “O amor é quente”, que ele estreou no final de 2013, no Rio de Janeiro. No repertório ele pinçou refrões fáceis, “riffs” de arena e baladas de sua carreira solo do Barão Vermelho e de outros artistas como Tim Maia (“Não Quero Dinheiro”), Jorge Bem Jor (“A Minha Menina”), Rita Lee (“Mania de Você”), Caetano Veloso e Gilberto Gil (“Divino Maravilhoso”).

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.