Francisco Oliveira promete iniciar a campanha com críticas a Efraim

Alinne Simões

“Eu não suporto ver meu guri de 9 anos sendo comandado pelos filhos de Efraim Filho, eu me mato, eu prefiro morrer”, declarou indignado Francisco Oliveira, candidato ao Governo da Paraíba pelo PCB, em contato telefônico ao Parlamentopb. Francisco disse ainda que na sua campanha irá “catucar um bocado de cérebro e ativar o chip de uma galera que está adormecida”, referindo-se aos eleitores que, segundo ele, só vêem duas pessoas (famílias) com capacidade de administrar o que é público.

– Eu estou pagando as contas do pai, Efraim Moraes, com as fantasminhas que ele contratou lá no Senado, não quero isso para os meus filhos. O entrave aqui na Paraíba é de uma política entre oligarquias. Isso é antigo. É ridículo. O problema não é o governador. As pessoas precisam acordar, tem muita gente ignorante e analfabeta que por pouca coisa sai gritando: “Viva Cássio”, “Viva Zé”. Eu digo isso porque sou gente do povo e vou falar em praça pública nesses termos. Eu quero que eles acordem pra Jesus.

Francisco lembrou ainda a polêmica dos cargos comissionados no atual Governo, que segundo dados do TCE, chegou a 19 mil prestadores de serviços na folha do Estado, aumentando em quase R$ 9 mil os gastos com a folha.

– Isso não é um problema só desse governo, todos esses que estão lá, os Cunha Lima, Maranhão, Efraim vão fazer a mesma coisa.

O candidato revelou que sua campanha só deverá começar oficialmente nesta segunda-feira, 09, com o sorteio do Guia Eleitoral gratuito para televisão e rádio feito pelo Tribunal Regional Eleitoral. E que por conta de limites financeiros, ela será pautada com base na criatividade e no inusitado.

– Vamos explorar ao máximo os veículos de comunicação, dizer o que as pessoas querem ouvir e o que não querem também. Nós não temos máscaras, temos uma ideologia, um viés partidário que não foge a regra, não faz questão de agradar Gregos e Troianos. Vou chegar aos 70 anos e dizer que não fui omisso.

 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.