Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Energisa remove mais de 60 toneladas de cabos e fios irregulares de postes na Paraíba em 6 meses

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Dando continuidade ao programa de adequação das redes de telefonia e internet, a Energisa retirou dos postes em várias cidades da Paraíba, nos últimos 6 meses, mais de 60 toneladas de fios e cabos irregulares de internet, telefonia e TV a cabo.

Desde o início do ano já foram abertas cerca de 3 mil ordens de serviços específicas para uso mútuo em todo estado. Na grande João Pessoa já são mais 1000 ordens de serviços que foram atendidas, além da atuação paralela em curso que atendente exclusivamente as 20 principais avenidas da cidade, a fim de garantir maior segurança para a população.

A Energisa tem atuado no combate as empresas de telefonia e internet que utilizam sua infraestrutura clandestinamente, ou seja, sem a submissão de projetos e contratos. Esta utilização clandestina ocasiona diversos malefícios a concessionária e a sociedade, como sobrecarga nas estruturas de postes, sonegação de impostos, concorrência desleal com outros provedores regularizados, poluição visual das ruas e riscos de acidentes já que a maioria não cumpre os requisitos de saúde e segurança do trabalho exigidos pela distribuidora.

“A ocupação clandestina, sem autorização, sem cumprimento dos padrões técnicos e de segurança, entre vários problemas, traz sérios riscos ao fornecimento de energia e segurança à população. Dessa forma, Energisa tem combatido isso, intensificando a remoção dessas irregularidades, identificadas por meio de fiscalização e denúncias da própria população”, explica gerente de Construção e Manutenção da Energisa Paraíba, Danielly Formiga.

A Energisa cumpre o disposto na regulação conjunta da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) e Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), que determina a obrigatoriedade de toda distribuidora de energia de compartilhar a infraestrutura dos postes com as empresas de telecomunicações. À Energisa cabe a disponibilização dos postes.

Força tarefa em Sapé

Apesar de ser um trabalho contínuo, a Energisa regularmente tem realizado operações de força-tarefa em alguns bairros e cidades do Estado no combate a provedores de internet que se utilizam da infraestrutura de postes da Energisa de forma clandestina. Na última sexta-feira (14), foi a vez da cidade de Sapé e região.

A empresa reuniu num único dia mais de 10 equipes de trabalho, dentre eletricistas, técnicos e supervisores exclusivamente para atuar no seccionamento dos cabos destes ocupantes irregulares.

No que se refere às empresas regulares, a Energisa notifica quando identifica situações fora do padrão (sob pena de remoção dos cabos inadequados) e mantém o diálogo constante, de modo a avançar no ordenamento da fiação em todo estado. O desafio, neste caso, está no compromisso dos provedores de telecomunicações de não realizar a ampliação de cabeamento sem autorização e conhecimento da concessionária, além de reforçar a manutenção de suas redes.

Em caso de irregularidades, entre em contato com os canais da Energisa:

Call Center: 0800 083 0196

Site: energisa.com.br

WhatsApp (Gisa): (83) 99135-5540

Aplicativo Energisa On (disponível no Google Play ou App Store do celular)

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Arthur Urso leva “esposas” para passear sem roupa íntima na orla de João Pessoa

Professores da UFPB desistem de candidatura e apoiam Terezinha e Mônica

Anteriores

f6e0316c-7fcf-455c-97a6-45997afb091b

Relatório de Efraim à PEC que criminaliza o porte de drogas é aprovado no Senado

camaradiasdavila

Vereadores de município baiano aprovam reajuste de R$ 0,46 para professores

chuvasjp (2)

João Pessoa tem média de 29 mm de chuvas em 24 horas, mas sem ocorrências graves

alpbabre (1)

ALPB garante acompanhantes para mulheres em procedimentos médicos com sedação

odonecico

Sancionada Lei que proíbe fogos de artifício com estampido em João Pessoa

1713220734661dac7e30ef1_1713220734_3x2_lg

Unimed manda cancelar plano de saúde de idosa de 102 anos

alph-ufpb (1)

Caso Alph: Ex-namorada é julgada pela morte de estudante da UFPB

Unimed JP 1

Unimed JP abre seleção para médicos atuarem em unidade de serviço domiciliar

Gervásio Maia, deputadoo

Projeto de Gervásio quer garantir fornecimento gratuito de repelentes para inscritos no CadÚnico

Vitor Hugo e Wallber Virgolino

Vitor Hugo diz que se Wallber entrar em bairro de Cabedelo será metralhado; deputado reage