Empresários investigados na Operação Famintos tinham contratos na gestão de Veneziano

Alguns dos empresários investigados na Operação Famintos, que apura fraudes em licitações envolvendo o fornecimento de merenda escolar em Campina Grande entre 2013 e 2019, também possuíam empresas com contratos firmados em anos anteriores em várias prefeituras paraibanas, entre elas a Prefeitura de Campina Grande, quando o senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB) era prefeito.

Os empresários Frederico de Brito Lira e o filho dele, Luiz Carlos Ferreira Brito Lira, foram condenados no ano passado, por decisão da 6ª Vara da Justiça Federal na Paraíba. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), eles administravam as empresas fornecedoras de alimentos Roma Comercial de Cereais LTDA e Nutri Comercial LTDA – ME, que teriam concorrido entre si em uma licitação na cidade de Itatuba.

A Roma Comercial de Cereais LTDA e a Nutri Comercial LTDA – ME receberam mais de R$ 10 milhões, entre 2003 e 2010, em contratos para fornecimentos de alimentos e itens de higiene em vários municípios, segundo dados do sistema Sagres do Tribunal de Contas da Paraíba (TCE-PB).

Em Campina Grande, a Roma Comercial recebeu, entre 2006 e 2008, mais de R$ 897 mil pelo fornecimento de merenda em creches e escolas da rede pública. Por sua vez, a Nutri Comercial recebeu R$ 634 mil entre 2003 e 2008.

As duas empresas, entretanto, não são investigadas na Operação Famintos, como também não há registro de irregularidades, no âmbito da Operação Famintos, nos contratos firmados pelas duas com a Prefeitura de Campina Grande na gestão de Veneziano.

Entretanto, as duas empresas concorreram entre si em uma das licitações realizadas pela Prefeitura de Campina Grande em 2008, como ocorreu na cidade de Itatuba. A justiça considerou irregular a concorrência, o que levou a condenação dos dois empresários.

Com informações do Blog Pleno Poder

Empresários investigados na Operação Famintos tinham contratos na gestão de Veneziano

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.