Edvaldo acusa Correio de mentir sobre ultimato ao PSDB e DEM

O vice-presidente do PSB da Paraíba, Edvaldo Rosas, emitiu hoje uma nota para negar a procedência de uma matéria publicada no Jornal Correio da Paraíba de hoje. Segundo o texto de Rosas, o veículo publicou declarações inverídicas sobre um "ultimato" ao PSDB e ao DEM e cobrando uma decisão imediata sobre uma possível aliança com a legenda socialista para a disputa eleitoral de 2010.
 
“É terrível quando um veículo de comunicação prefere mentir a esclarecer. O PSDB e o Democratas têm autonomia para decidir com quem e quando vão traçar suas alianças para o pleito de 2010. O PSB é um partido que prima pelo respeito e não cabe a nós intervir nas legendas. O motivo desta manobra deprimente é um só: o PSB está crescendo em todo o Estado, a população está se identificando com a maneira de governar do prefeito Ricardo Coutinho e quer mudanças. Ainda têm as pesquisas eleitorais que colocam Ricardo à frente na disputa. Isso, sinceramente, abala as estruturas de quem trabalha e administra com práticas ultrapassadas”, afirmou Edvaldo.
 
Ontem, o PSB distribuiu uma matéria reiterando que não há possibilidades de uma aproximação com o PMDB. “O PMDB da Paraíba praticamente nos colocou na oposição, quando rasgou compromissos da campanha de 2006 e passou a intervir em nosso partido, atacando nossa maior liderança, que é Ricardo Coutinho. Essas foram as minhas palavras. Aliás, no texto, não cito outra legenda que não seja o PMDB”, enfatizou.
 
Edvaldo Rosas também reforçou que esta campanha para uma aproximação irreal com o PMDB foi deflagrada pelos parlamentares Carlos Batinga, Manoel Júnior e Nadja Palitot que deixaram o PSB para fazer parte do esquema eleitoral do PMDB.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.