Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Editora A União lança hoje o livro Maestro Chiquito: o metalúrgico dos sons, de Adeildo Vieira

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

A Empresa Paraibana de Comunicação (EPC), por meio da Editora A União, lança, nesta sexta-feira (16), a partir das 20h, na cidade de Santa Luzia, o livro-reportagem, de natureza biográfica, Maestro Chiquito: o metalúrgico dos sons, de autoria do jornalista e músico Adeildo Vieira.

A obra, apresentada pelo escritor e crítico literário Hildeberto Barbosa Filho e pelo professor Carmélio Reynaldo Ferreira, proporciona ao leitor um recorte histórico e, até mesmo, afetivo da vida e da obra do maestro paraibano Francisco Fernandes Filho, mais conhecido no meio cultural e universitário como Maestro Chiquito.

Maestro Chiquito: o metalúrgico dos sons é fruto de uma pesquisa acadêmica para o curso de Mestrado em Jornalismo da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Segundo o autor, “trata-se de um livro-reportagem, um relato jornalístico que, apesar de fazer uso de técnicas literárias para narrar uma história, tem base em fatos coletados do cotidiano, de forma documental”.

Maestro Chiquito nasceu na cidade de Santa Luzia, no interior da Paraíba, e veio para João Pessoa para aprofundar os seus conhecimentos na área musical, no Departamento de Música da UFPB. Nesse cenário, ele fez história com a criação da orquestra Metalúrgica Filipéia, considerada uma verdadeira escola de música para vários artistas de diferentes gerações, que compõem a cena cultural paraibana, a exemplo de Sérgio Galo, Marcelinho Macedo, Leo Meira, Fabiane Medeiros e Costinha.

Em sua apresentação, Hildeberto Barbosa destaca a pesquisa feita pelo autor em relação ao personagem. “Adeildo Vieira traça um curioso perfil do Maestro Chiquito, rastreando suas origens familiares, o ambiente de formação social e psicológica, a paisagem telúrica e cultural de sua cidade (Santa Luzia), o processo de educação musical, as amizades, as realizações, enfim, toda uma trajetória pautada, pelo menos aqui, no enfoque do repórter, pela paixão da música”.

“Ao se propor a contar a história de Chiquito – ressalta Carmélio Reynaldo – Adeildo Vieira, que também é jornalista, o fez com o mesmo capricho que dedica à sua arte e às formas de levá-la ao público, preocupado com a qualidade do que será apreciado”. O professor acrescenta ainda que o livro, ao descrever a trajetória do maestro, “enriquece a historiografia paraibana com os recortes que registram tanto o cotidiano de uma cidade interiorana de cultura rica e resistente, quanto a cena cultural paraibana”.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Arthur Urso leva “esposas” para passear sem roupa íntima na orla de João Pessoa

Professores da UFPB desistem de candidatura e apoiam Terezinha e Mônica

Anteriores

UFPBemdia15.12.2022FotoAnglicaGouveia5de23-800x500 (1)

Superintendente do HULW, Marcelo Tissiani divulga apoio à reeleição de Valdiney Gouveia

Polícia Civil e Militar

Ex-suplente de vereador é assassinado na zona rural de Matinhas

agentesemob (1)

Maratona de João Pessoa altera trânsito em vários pontos na manhã deste domingo

enterrotiopaulo (1)

Após dois dias no IML, “Tio Paulo” é enterrado sob forte comoção de parentes

mercadodefagundes

Teto do Mercado de Lucena desaba depois das chuvas deste sábado

terezinhaemonica (1)

DCE declara apoio à candidatura de Terezinha e Mônica para eleições na UFPB

prefeito-edmilson-rodrigues-belem-filho

Filho do prefeito de Belém do Pará morre aos 16 anos

Homem é preso na PB ao receber 20kg de maconha, do Paraná, em caixas de chá

Homem é preso na PB ao receber 20kg de maconha, do Paraná, em caixas de chá

Polícia da PB prende, no Pará, dupla que furtou 50 celulares de shopping em Campina Grande

Polícia da PB prende, no Pará, dupla que furtou 50 celulares de shopping em Campina Grande

Trens, CBTU JP

Trens voltam a fazer trajeto completo entre Cabedelo e Santa Rita após obras em ponte