Zilda Arns participa de Simpósio sobre envelhecimento em João Pessoa

A fundadora nacional da Pastoral da Criança e coordenadora nacional da Pastoral da Pessoa Idosa, Dra. Zilda Arns Neumann, vai estar em João Pessoa no início da próxima semana. Na segunda-feira, dia 24, às 10h, ela se reúne com as coordenadoras diocesanas na Paraíba da Pastoral da Pessoa Idosa, no Hotel Xênius, na orla do Cabo Branco, em João Pessoa. Às 16h, ela se reúne com líderes da mesma Pastoral no Centro Cultural São Francisco, na Capital. Em seguida, no mesmo local, às 17h, participa de Missa celebrada pelo Arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto. Após a celebração haverá uma homenagem especial a Zilda, que faz aniversário no dia 25 de agosto.

Na terça-feira, dia 25, pela manhã, ela participa da abertura do 1º Simpósio FrancoBrasileiro da Pessoa Idosa, que será realizado até o dia 27 de agosto no Centro Universitário de João Pessoa – Unipê.

Programação de abertura do Simpósio:

8h: Credenciamento dos participantes.
9h30: Solenidade de abertura: apresentação cultural.
Conferência de abertura: “Envelhecimento e Longevidade na Pós-Modernidade”.
Conferencista: Dr. José Telles de Almeida (Médico e Presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa).
Moderadora: Dra. Zilda Arns Neumann.
10h30 às 12h: Mesa Redonda: “Os Desafios do Envelhecimento no Brasil”.
Conferencista: Maria Nazaré Tavares Zenaide (Psicóloga e Professsora da UFPB).
Debatedores: representante do Conselho Estadual da Pessoa Idosa, representante do Conselho Municipal da Pessoa Idosa, Inácio Andrade Torres (Odontólogo e Gerontólogo).
Moderadora: Regina Irene Diaz Moreira Formiga.

O objetivo do simpósio é promover uma aproximação entre o desenvolvimento das relações econômicas, políticas, culturais e sociais entre os dois países, Brasil e França, que celebram o evento Ano da França no Brasil em 2009. Também na programação o IV Ciclo de Palestras sobre o Envelhecimento. Esses eventos proporcionaram ao público multidisciplinar a exposição de pesquisas e conhecimentos, promovendo uma experiência integradora entre conhecimento, ensino, pesquisa e intervenção acerca dos aspectos que permeiam o processo do envelhecimento humano, incluindo-se atenção à saúde, políticas públicas e direitos sociais, aspectos éticos, legais e educacionais, acompanhando seus eixos temáticos e sociais, para, então, conceber o idoso como sujeito possuidor de direitos e deveres sociais.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.