Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Zenóbio Toscano apresenta projeto proibindo tabagismo

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O deputado estadual Zenóbio Toscano (PSDB) apresentou um Projeto de Resolução que proíbe a prática do tabagismo na Assembleia Legislativa da Paraíba. Atualmente, é proibido fumar apenas no plenário da Casa, mas com a aprovação do projeto, que irá a votação pelos deputados nos próximos dias, a proibição se estenderá a toda a Assembleia Legislativa. “Propus esse projeto objetivando a preservação da saúde, não só dos servidores dependentes do fumo, mas de todos que fazem a Assembleia Legislativa”, defendeu Zenóbio, referindo-se aos prejuízos causados aos fumantes passivos, que são aqueles que não são fumantes, mas inalam a fumaça proveniente do fumo.

A Assembleia Legislativa da Paraíba possui um sistema de arcondicionado que não facilita a dispersão da fumaça proveniente do tabagismo, fazendo com que o aroma desagradável exalado dos cigarros permaneça por muito tempo nos corredores, gabinetes e demais dependências da Assembleia, especialmente na região do subsolo do prédio e corredores próximos ao plenário.

O Projeto de Resolução de autoria do deputado Zenóbio (nº 92/2009) veda, ainda, a criação de espaços denominados fumódromos nas dependências da Assembleia, e prevê que a Mesa Diretora deverá adotar medidas necessárias para possibilitar a implantação de Programas Especiais de Combate ao Tabagismo.

Na Justificativa do projeto, o deputado argumenta que o tabaco é considerado o único agente que, não sendo bactéria nem vírus, possui características epidêmicas capazes de causar enormes malefícios à Saúde Pública. A Organização Nacional de Saúde considera o tabagismo a maior causa isolada, evitável, de doença e morte por bronquite crônica e enfisema pulmonar, câncer de toda espécie, infartos do coração e derrames cerebrais.

“Esta propositura, além de combater o fumo passivo, onde os fumantes inalam as substâncias tóxicas dos fumantes à sua volta, pretende, também, despertar no fumante o interesse por tratamentos que a Assembleia Legislativa poderá disponibilizar para ajudá-lo a largar o vício”, ressaltou o deputado Zenóbio Toscano, observando uma curiosidade: nenhum dos deputados fuma.

Conforme dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), o tabagismo é diretamente responsável por 30% das mortes por câncer, 90% das mortes por câncer de pulmão, 25% das mortes por doença coronariana, 85% das mortes por doença pulmonar obstrutiva crônica e 25% das mortes por doença cerebrovascular. Outras doenças que também estão relacionadas ao uso do cigarro são: aneurisma arterial, trombose vascular, úlcera do aparelho digestivo, infecções respiratórias e impotência sexual no homem. Estima-se que, no Brasil, a cada ano, 200 mil pessoas morram precocemente devido às doenças causadas pelo tabagismo, número que não pára de aumentar.

 

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Incidente no Restaurante Garden: entenda o que realmente aconteceu

Anteriores

joaobelga

Paraíba terá Centro de Distribuição e fábrica de esquadrias de PVC de empresa da Bélgica

Artêmio Picanço, advogado

Advogado considera “surreal” decisão da Justiça da Argentina pela prisão domiciliar de Antônio Neto; veja

Igreja Matriz de Monteiro

Polícia procura mulher suspeita de furtar dinheiro de ofertas da Igreja Matriz, de Monteiro

PF Operação Rescue

Operação da PF prende homem por armazenar imagens de abuso sexual de crianças

Concurso, freepik 1

MP recomenda retificação de edital do concurso para Guarda Civil de Santa Rita

PF operação Pombo, Objetos encontrados em casa de funcionários dos correios

PF investiga desvio de encomendas dos Correios e apreende objetos em casa de servidor

João Pessoa linda demais, secom pb

João Pessoa é destaque entre os Top 10 Destinos de Viagem para o mês de julho

Fábio Andrade, procurador-geral do Estado

Estado aprova lista de acordos diretos de precatórios com 593 propostas e R$ 78 milhões

Sérgio Moro 22

Por unanimidade, TSE rejeita cassação do mandato de Sergio Moro

Perilo Lucena, juiz

Ação alerta contra abuso e exploração sexual infantil nos festejos juninos de CG