Zenóbio afirma que PEC 300 gera impacto de 234 milhões na Paraíba

O deputado estadual Zenóbio Toscano (PSDB) afirmou que os três projetos similares à PEC 300 que chegaram à Assembleia Legislativa no final da noite de ontem geram um impacto financeiro da ordem de R$ 234 milhões no orçamento do Estado. Os projetos preveem reajuste salarial para os policiais militares, bombeiros, policiais civis e agentes penitenciários. Segundo o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, o mérito da proposta ainda vai ser analisado:

– Ele deverá chegar amanhã à CCJ. Sem qualquer tipo de pré-julgamento, vamos analisar a legalidade e a constitucionalidade do texto. É muito importante conceder aumento. Todos os servidores públicos devem ter salários dignos às suas funções. Vamos analisar a documentação, que deve comprovar que o Estado tem como pagar os reajustes. Se isso tudo estiver ok, não há como não aprovar a matéria. O governador, de forma estranha, não colocou o projeto em regime de urgência, mas não temos motivação alguma para deixar de votar.

O tucano também comentou a recente polêmica gerada entre ele e o Padre Adelino, acusado pelo deputado de distribuir panfletos apócrifos com acusações ao candidato ao Governo pelo PSB, Ricardo Coutinho.

– É lamentável que a política da Paraíba esteja regredindo a este ponto. Esse material que o Padre Adelino, capelão da PM, distribuiu, e eu tive contato com pessoas que receberam os panfletos da mão de Adelino em Sertaozinho, é lamentável vindo de um religioso. Ele vem sendo remunerado pelo Governo do Estado e vem partindo para este tipo de baixaria!

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.