Zennedy pediu desfiliação e não foi expulso do PMN

O secretário de Articulação Política e Gestão, Zennedy Bezerra, não foi expulso do PMN, como chegaram a dizer setores da imprensa paraibana. O auxiliar de Luciano Cartaxo (PV) acompanhou seu líder político e migrou para o PV. Ele disse ao ParlamentoPB que foi à casa de Lídia Moura, dirigente estadual da sigla, para entregar seu pedido de desfiliação junto com o ex-vereador Geraldo Amorim.

“Não houve intervenção e nem tomada de partido. Eu fui à casa dela na quinta-feira para entregar a desfiliação. Respeito Lídia Moura e não vou polemizar, mas eu tenho a carta de filiação assinada por ela. Eu entreguei a presidência do partido para ir ao PV seguindo a liderança de Luciano Cartaxo”, disse Zennedy Bezerra.

Lídia, por outro lado, pediu demissão do cargo de secretária da Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para as Mulheres, da Prefeitura de João Pessoa, indicando uma possível quebra de acordo, firmado anteriormente com o grupo político do prefeito Luciano Cartaxo.

“Acabo de pedir demissão da gestão, mas não por ser candidata, mas por que houve descumprimento do acordo firmado com o grupo político do prefeito Luciano Cartaxo”, afirmou.

Lídia Moura também confirmou que o acordo seria para uma possível composição nas eleições proporcionais, no caso para a Câmara Federal.

Comentários