Zé Régis considera 100 dias de segunda gestão em Cabedelo como fracos

O prefeito de Cabedelo, Zé Régis (PDT), surpreendeu ao fazer hoje à tarde uma autocrítica à sua administração. O gestor afirmou que os 100 primeiros dias do segundo governo têm sido "fracos": "Esses dias têm sido fracos. Encontrei dificuldades que não esperava, tive a determinação do Tribunal de Contas para desligar servidores e a do Ministério Público para retirar barracas. No campo político, perdemos nosso deputado federal e o Governador, que nos apoiava. Isso sem falar da crise financeira. Esse fatos nos trouxeram dificuldades", disse.

Perguntado a respeito de como pretendia superar o panorama adverso, Zé Régis disse: "O bom administrador se adequa a situações difíceis. Mandei os secretários fecharem as torneiras e diminuirem os gastos".

As declarações de Zé Régis foram dadas em entrevista à Rede Paraíba Sat, durante o projeto "100 dias de gestão – E agora, prefeito?". O gestor anunciou que deve ser lançado ainda este mês um edital para a realização de um concurso público.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.