Wilson Santiago considera que vaias na diplomação foram naturais

O senador diplomado da Paraíba Wilson Santiago (PMDB) não demonstrou irritação com as vaias que recebeu durante a solenidade realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba na última sexta-feira, 17, na Estação Ciência. Segundo ele, os protestos foram naturais por causa do quadro de acirramento verificado no último pleito:

– Isso é natural. Todos sabemos que a disputa na última eleição foi muito acirrada. A maioria dos convidados eram eleitores do ex-governador. Nós respeitamos isso. Recebemos com naturalidade porque vivemos em democracia. Se não respeitarmos os divergentes, como vamos conseguir viver na democracia?

Santiago afirmou que o governador José Maranhão (PMDB) ainda tem chances de ser aproveitado na equipe da presidente eleita e diplomada Dilma Rousseff (PT):

– Pode ser a presidência de uma empresa ou mesmo um ministério. Fica a critério da presidente a definição, já que nenhum dos postulantes ou partidos políticos têm o direito de pedir espaço A ou B. Só a presidente sabe que missão ela vai querer delegar aos aliados.

Finalmente, Santiago se esquivou de comentar a tese levantada pelo deputado estadual Trocolli Júnior (PMDB) de que a presidência do partido deveria ficar com um detentor de mandato:

– Natal é um momento de confraternização. Deixa passar o período natalino. Em 2011, vamos nos reunir e respeitar o posicionamento da maioria, sem deixar de reconhecer o trabalho de quem construiu o partido.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.