Wilson Filho é sócio da empresa que doou dinheiro para sua campanha

O deputado federal Wilson Filho (PTB), que teve  seu registro de candidatura indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral, é um dos sócios da construtora Terradrina Construções, empresa responsável pela doação irregular a sua campanha  em 2010. A doação irregular gerou o indeferimento de seu registro à reeleição.

 
Outro fato que chama a atenção nesse caso é  que a Terradrina Construções tem um empreendimento no Distrito Federal chamado William Ramon, mesmo nome do filho mais novo de Wilson Santiago que foi registrado como possível candidato a deputado federal no lugar do irmão, Wilson Filho.
 
Em entrevista a 95,3 FM, Wilson Santiago disse que a candidatura de Wilson Filho está em pleno vigor. Segundo ele, a “jurisprudência do TSE é favorável a Wilson Filho, levando em consideração a insignificância da doação, que excedeu em R$ 14,00 a sua capacidade de doação”.
 
Segundo Santiago, não ocorreu o devido processo legal, a doadora é que respondeu a multa por exceder essa doação. “Não existiu, em relação ao candidato, nenhum processo que resultasse no indeferimento do registro. Não se trata de desvio de dinheiro, de improbidade, e nem em ato que cause falta de dignidade no próprio candidato. Consideramos essa decisão injusta e por isso recorremos ao TSE. Ele conseguirá o seu deferimento no TSE”, afirmou Santiago.
 
O candidato a senador pela coligação “A Vontade do Povo" negou que o registro de seu filho William Ramon Alves de Oliveira Santiago, para deputado federal, seja uma opção caso a candidatura  à reeleição do deputado federal Wilson Filho (PTB), também seu filho, seja barrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), como ocorreu no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE).
 
O registro de William Ramon, explicou Wilson Santiago, aconteceu em decorrência dos indeferimentos de alguns registros no TRE e, para não perder a vaga, a coligação substituiu os nomes que tiveram os registros indeferidos, o que a própria legislação eleitoral prevê, ressaltou.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.