Wellando Guedes acusa Bruno Farias de ter sido infiel também

O suplente de vereador Wellando Guedes reagiu hoje à repercussão do julgamento, no Conselho de Ética do PPS, da vereador Eliza Virgínia por infidelidade partidária. Tomando as dores da detentora do mandato, o médico afirmou que o líder do bloco governista na Câmara, Bruno Farias, teria sido infeliz ao criticar a colega. Segundo Wellando, Bruno teria, também, cometido infidelidade partidária:

– Bruno foi infeliz porque não foi fiel e denunciou uma colega. Pela cartilha das eleições 2010 do PPS, nós filiados teríamos que votar nos candidatos a presidente, senador, deputado estadual e federal apoiados pelo partido. Ele não fez isso. Está nos sites. Ele declarou apoio a Ruy Carneiro, do PSDB, para federal e Ricardo Barbosa, do PSB, para estadual.

Ao tomar conhecimento das farpas do colega de partido, Bruno negou que tenha incorrido no mesmo erro de Eliza:

– Quem se comporta de maneira ligeira e apressada, come cru. Eu realmente dei entrevistas dizendo que apoiaria meus amigos, mas o presidente municipal do partido me chamou para conversar, pediu que eu mudasse de ideia e eu votei nos candidatos do PPS. Fui aconselhado por Fábio Carneiro e ele me disse para votar e apoiar nossos candidatos. É diferente de nossa colega que votou em deputados, senadores e no candidato ao governo do PMDB. Quem sabe se não divergiu até no voto para presidente da República.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.