Watteau Rodrigues classifica Nadja Palitot de “cadáver político”

Numa semana em que a deputada estadual Nadja Palitot (PSL) levou à tribuna da Assembleia Legislativa uma denúncia a respeito de irregularidades em sua gestão, o coordenador do Procon de João Pessoa, Watteau Rodrigues (PCdoB) não deixou por menos. Irritado com o tom de Nadja, ele afirmou que a parlamentar levantou o dossiê produzido contra ele por um funcionário com o propósito de "ressuscitar" e "sair do ostracismo". Watteau foi além e classificou a deputada como sendo "um cadáver político".

"Ela não tem coerência e sua tendência é ir pulando de partido em partido. Ela tentou me extorquir e conseguiu quatro meses de mandato, senão não sairia da Câmara para ir à Assembleia. Fez um mandato medíocre e queria manter todos os funcionários no meu gabinete. Eu jamais poderia permitir. Daí veio a mágoa e nesse momento de ostracismo, portanto, um cadáver político, tenta ressuscitar e quando sai da tumba, começa a querer assustar todo mundo e espalha a fedentina", disse Watteau.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.