Vital Filho anuncia entendimentos para a reativação da Fetec em Campina

O deputado federal e pré-candidato a Senador Vital do Rego Filho (PMDB-PB) anunciou na noite de ontem, durante palestra na Associação Comercial e Empresarial de Campina Grande, a reativação da Feira de Tecnologia da cidade, a Fetec. A feira foi instituída no ano de 1998 e deixou de ser realizada em 2002.
 
Durante a palestra, Vital Filho solicitou apoio da entidade para empreender um trabalho em conjunto com seu gabinete e com a Prefeitura de Campina Grande para a volta da Feira. “Temos agora a Secretaria de Ciência e Tecnologia e garanto minha disposição, em Brasília, para, junto com a prefeitura e o apoio desta entidade, reeditar a Fetec”.
 
Vital foi convidado pela Associação para detalhar o Projeto Campina Digital, que prevê a disponibilização de internet sem fio em toda a área territorial da cidade, até 2012. Ele falou sobre o projeto e citou o trabalho desenvolvido pela PMCG, com o apoio de seu gabinete, em Brasília, para dotar o município de todo um ambiente tecnológico.
 
O deputado destacou a iniciativa de pessoas e entidades como Universidade Federal de Campina Grande – UFCG; Fundação Parque Tecnológico da Paraíba – Paqtc, dentre outras, que “dinamizaram um setor que, em Campina, é extraordinariamente versátil para se trabalhar, que é o de tecnologia”. Ele disse que o Campina Digital começou em 2005, quando a PMCG deu início a um arrojado processo de informatização interna.
 
“Campina Grande é um dos 74 pólos de tecnologia do Brasil, tem a maior relação de doutores em função da população no país. Como imaginar que esta cidade, inserida entre os dez pólos de produção de tecnologia no mundo, destaque em todas as revistas especializadas que se tem notícia, ter, do outro lado, uma gestão pública escrituraria, da idade da pedra, sem qualquer ferramenta tecnológica?”, questionou Vital Filho.
 
Ele disse que a PMCG começou a se informatizar investindo R$ 12 mi na implantação do Programa Nacional de Apoio à Modernização Administrativa e Fiscal – PNAFM, interligando todos os seus setores; a implantação da Casa Brasil, para reciclagem de mão de obra; dos telecentros comunitários, que hoje capacitam 800 jovens a cada ciclo de 90 dias; do Centro de Referência Tecnológica (em andamento); e da Central de Monitoramento; e agora o Projeto Campina Digital, “a maior e mais arrojada iniciativa”.
 
Três etapas – A implantação do Campina Digital, que prevê a disponibilização do sinal de internet sem fio para todas as 132 mil residências das áreas urbana e rural da cidade, num investimento superior a R$ 6 milhões, está dividida, segundo o deputado, em três etapas. A primeira, já em andamento, compreende a disponibilização da internet nas 112 escolas, 24 creches, 75 postos onde funcionam as 94 equipes do Programa Saúde da Família – PSF, além de todos os postos da Polícia Militar, delegacias da Polícia Civil e demais órgãos das adminsitrações federal, estadual e municipal da cidade.
 
A segunda etapa, em 2011, prevê a disponibilização da internet sem fio para as residências da zona urbana da cidade; e a terceira, que complementa as ações das duas primeiras, prevê a disponibilização do sinal de internet para a área rural, incluindo os distritos de São José da Mata, Catolé de Boa Vista e Galante.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.