Vital diz que partidos priorizam cargos e relegam votações no Congresso

O deputado federal e Senador eleito Vital do Rego Filho, Vitalzinho (PMDB-PB) afirmou nesta quinta-feira (02) que os representantes dos partidos, no Congresso Nacional, estão mais preocupados em definir nomes para compor a equipe de governo da futura presidente Dilma Rousseff (PT) do que apreciar matérias importantes que aguardam votação. Segundo Vitalzinho, essa realidade só mudará a partir da posse da futura presidente.

Vital Filho afirmou que, por conta da definição do corpo de auxiliares da nova presidente – tanto no primeiro escalão quanto nos escalões inferiores – o tema principal, nos debates internos dos partidos, passou a ser a indicação dos cargos. “A entressafra disso, dezembro e janeiro, é a pacificação da luta partidária interna, que é a ocupação de cargos no governo e isso tem complicado a administração”.

Vitalzinho disse que tem uma lógica para explicar esse atual momento político do país, ilustrando a atual disputa pelos cargos. “Como é um governo que se mantém no poder, a lógica do governo é que aqueles que estão lá não querem sair e aqueles que estão fora querem entrar. Quando você tem um governo que vira a página, tudo fica mais fácil; mas quando você tem um governo que se mantém, aí fica mais demanda que oferta”.

Por conta disso, de acordo com Vitalzinho, há uma “paralisia” no Congresso Nacional. “Todos os partidos, hoje, estão mais preocupados em apresentar sugestões para compor os quadros do que, efetivamente, concluir as suas necessidades ou as propostas que estão na ordem do dia e isso deve ir até o final de janeiro”, finalizou.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.