Vice presidente do PT concorda com Luciano e dispara: “paciência tem limite”

O vice-presidente estadual do PT, Anísio Maia, entrou em contato com o Parlamentopb para comentar a recente crise estabelecida a partir das declarações do vice-governador do Estado, Luciano Cartaxo (PT) que cobra uma definição rápida do PMDB em relação à sua manutenção como vice de José Maranhão (PMDB). Enquanto o presidente do partido, Rodrigo Soares, e o secretário de Articulação do Governo, Anselmo Castilho, tentaram minimizar a angústia de Cartaxo, Anísio concordou com o apelo do vice e disse que ele expressa o ponto de vista da militância petista:

"Não acho que o companheiro Luciano Cartaxo esteja praticando nenhuma imposicão ao cobrar a vice governadoria para o PT. Do contrário, ele está expressando o ponto de vista da militância do partido que exige a nossa presença na chapa majoritária e não admite outra proposta. Afinal, quando o PMDB fechou o apoio ao governo Lula também cobrou a participação nos ministérios e a participação na chapa majoritária. Por que nós também não podemos cobrar espaços no governo do PMDB local? Aliás, os representantes do PT estão muito condescendentes com o PMDB. Nossa militância está sendo literalmente escanteada na maioria dos municipios e estamos aceitando pacientemente esta situaçcão. Só que paciência tem limite, por isso Luciano está mais do que certo em cobrar", escreveu Anísio Maia.

A expectativa é de que uma reunião seja agendada esta semana para que o governador José Maranhão converse com a cúpula petista e discuta a cobrança da vice, já que Luciano Cartaxo adiantou que sua espera não vai ultrapassar o fim da semana. Caso não haja resposta, ele deve disputar um mandato como deputado estadual.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.