Verissinho vai ao MPE denunciar uso de notas frias no Hospital de Pombal

Cláudia Carvalho

O deputado estadual Dr. Verissinho (PMDB) prometeu hoje encaminhar ao Ministério Público Estadual um dossiê contendo provas de irregularidades e desvio de verbas no Hospital Distrital Senador Ruy Carneiro, em Pombal. Ele afirma que a antiga direção do hospital estaria envolvida em um esquema fraudulento e que esse mesmo grupo teria articulado, junto ao ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB), o processo de municipalização da entidade, que foi publicado dias depois da cassação do tucano.

"A fraude é extensa, clara e patente. Tenho provas e vou apresentar ao Ministério Público. Esse mesmo grupo que desviava verbas do hospital, tratou de providenciar a municipalização durante o governo passado porque sabia que o Governo poderia mudar. Quem comandava o hospital era um grupo de aliados da atual prefeita", disse o parlamentar, referindo-se a Pollyana Feitosa (PT).

Ele acrescentou que uma das provas que dispõe é uma nota fiscal da empresa Casa das Frutas, que teria sido encerrada em 2000. Mesmo assim, o hospital de Pombal apresentou em sua prestação de contas uma nota fiscal da firma, assinada pelo seu ex-proprietário no dia 20 de janeiro deste ano.

"A firma já não existia mais e seu dono havia falecido em 2004. São, portanto, duas grandes fraudes", resumiu Dr. Verissinho.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.