Vereadores quase se agridem por causa de Secretaria de Agricultura

A sessão desta quinta-feira foi bastante tumultuada e tensa na Câmara Municipal de Campina Grande. Os vereadores Tovar Correia e Olimpio Oliveira discutiram fortemente por causa de um projeto encaminhado pelo prefeito Veneziano Vital do Rêgo e rejeitado no dia de ontem: a criação da Secretaria de Agricultura. Enquanto os situacionistas reclamaram da atitude dos membros da oposição, Tovar ironizou o fato e disse que a rejeição do projeto se devia, na verdade, à ausência de membros da situação:

"Nem a bancada de situação apareceu para votar o projeto. Não havia interesse deles", disse Tovar Correia. Olimpio Oliveira, um dos ausentes – além dele, o vereador Marcos Raia também faltou à sessão de ontem – se sentiu ofendido pela ironia do vereador tucano e passou a discutir de maneira exaltada com o colega. Quando os outros parlamentares viram que a situação tendia para as vias de fato, interferiram para afastar os dois.

O clima de acirramento vinha desde ontem, quando, depois de ver o projeto da Secretaria derrotado, o vereador Fernando Carvalho declarou que a atitude dos oposicionistas só poderia ser motivada por influência política externa. Sem indicar quem seria o mentor das "ingerências", ele deixou no ar que Arthur Cunha Lima (PSDB) estaria orientando os vereadores do bloco de oposição a retaliar o prefeito peemedebista. A frase de Fernando irritou os colegas da oposição que demoraram a deixar o assunto de lado durante a sessão de hoje.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.