Vereadores divergem sobre situação dos servidores do estado

A Câmara Municipal de João Pessoa, que deu início aos seus trabalhos oficialmente na manhã desta terça-feira, já foi palco de reivindicações e opiniões sobre a administração estadual por causa das demissões dos servidores temporários. O vereador Bira (PSB), que é aliado do governador Ricardo Coutinho (PSB), foi um deles. Ele é cauteloso ao comentar sobre o caso e diz acredita ser preciso analisar caso a caso.
 
– É preciso colocar que a secretaria já se pronunciou sobre esses casos. É bom analisar também os casos daquelas pessoas que realmente tem tempo de serviço, que estão trabalhando e que não foram colocadas através de política, esses serão preservados na medida do possível, de acordo com o Termo de Ajustamento de Conduta, firmado com o Ministério Público, afirmou.
 
Bira disse ainda que nesse momento de crise momentânea, o ideal é ter serenidade pra entender que, um mês de administração é insuficiente para resolver tudo que o Estado necessita. 
 
– É preciso que a gente tenha serenidade pra saber que em um mês de governo, nós que não tivemos praticamente transição, teremos momentos de dificuldades e medidas enérgicas que precisam ser tomadas. Não queremos comprometer o fôlego de investimentos que o Governo do Estado terá na passagem por essa crise momentânea, mas profunda.
 
Já a vereadora Eliza Virgínia disse que o governador causou um verdadeiro desastre nesse inicio de administração e que isso deveria ter sido previsto para evitar o caos.
 
– Numa canetada só ele causou esse desastre no estado da Paraíba. Milhares de famílias, pois quando a gente multiplica mais de mil pessoas demitidas por cinco, dá mais de cem mil pessoas passando necessidade, deveria ter visto isso, previsto isso para evitar o caos que eu previ desde dezembro numa sessão especial que eu fiz para discutir essa possível demissão.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.