Vereadora tem acesso negado ao Aterro Sanitário de João Pessoa

A vereadora Eliza Virgínia (PPS) revelou hoje ter sido impedida de entrar no Aterro Sanitário da capital paraibana. Segundo ela, o episódio se deu no início de outubro quando foi ao local para buscar mais informações com a finalidade de elaborar um projeto voltado para a coleta seletiva. O assunto veio à tona na sessão de hoje quando o vereador Jorge Camilo (PT) fazia um pronunciamento sobre o tema. Segundo Eliza, um funcionário disse que ela não poderia entrar no aterro sem autorização prévia.

Colega de Eliza, o verador Geraldo Amorim (PDT) classificou o fato como "inaceitável": "Nosso papel como vereadores, além de redigir leis, é o de fiscais da população. Não podemos ser barrados. Daqui a pouco, estarão nos impedindo de entrar repartições públicas. Vamos cobrar explicações de quem administra o aterro sanitário", disse.

Eliza, contudo, já adiantou que voltará ao Aterro Sanitário na semana que vem, independente de ter ou não autorização prévia.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.