Vereador pessoense defende prisão de Moro e soltura de Lula

O vereador Marcos Henriques, do PT de João Pessoa, defendeu hoje a prisão do ministro Sergio Moro por causa do vazamento de mensagens do aplicativo Telegram que mostram diálogos entre o então juiz e o procurador federal Deltan Dallagnol. Na troca de informações entre os dois, Moro orientou ações e cobrou novas operações dos procuradores da Operação Lava Jato. Em um dos diálogos, Moro pergunta a Dallagnol, segundo o site: “Não é muito tempo sem operação?”. O chefe da força-tarefa concorda: “É, sim”.

“O que houve foi um crime. Era para Sergio Moro estar preso e Lula estar livre. Uma relação promíscua manipulou o processo de Lula. A ponta desse iceberg deve chegar ao TRF4. Tudo isso foi feito para vender o nosso país”, disse Marcos a respeito do vazamento publicado pelo site The Intercept.

Eliza Virginia, do Progressistas, defendeu o ministro Sergio Moro. “Ele é como um Super-Homem, sim. Não vai ter Lula Livre, não. Lula está preso e foi o governo dele que causou 14 milhões de desempregados. Foi por causa dele que o sonho dos nossos jovens passou a ser de ser funcionário público e não empreendedor. Devemos nos preocupar com o bandido que invadiu o celular de um ministro e com a forma como isso foi divulgado. Foi um ato criminoso o que se fez e não sabemos ainda se procede o que se disse”.

Vereador pessoense defende prisão de Moro e soltura de Lula

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.