Vereador critica Energisa e defende estatização da energia elétrica

A sessão de hoje da Câmara Municipal foi suspensa por causa da falta de energia elétrica registrada por volta das 9h50. Em meio ao apagão – o quarto ocorrido desde ontem – o vereador petista Jorge Camilo criticou o serviço prestado pela Energisa e defendeu a estatização do setor energético.

"Para que o serviço seja prestado com qualidade, esse segmento deveria ser administrado por uma estatal. Serviços essenciais como a energia não deveriam ser privatizados porque a população é que sai prejudicada", disse.

Outro a reclamar do apagão foi o vereador Raoni Mendes (PDT). Em tom de brincadeira, ele adiantou que pensou em propor ao presidente da Casa, Durval Ferreira (PP) a aquisição de um gerador para que os trabalhos legislativos não fossem prejudicados.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.