Vereador acusa irmão de colega de fazer exame ginecológico sem ser médico

Dois vereadores protagonizaram um debate deprimente na Câmara Municipal de Patos esta semana. A confusão começou quando o líder do governo, Raniery Ramalho, insinuou que um ex-diretor do Hospital Regional teria atuado como perseguidor.

– Ele colocou um chicote na mão e começou a perseguir os funcionários e os médicos, chamava a polícia para prender os servidores. Tomou cadeados e chaves e jogou em cima da unidade hospitalar – disse Raniery.

Foi o bastante para que Ivanes Lacerda, de oposição, vestisse a carapuça e destilasse a resposta ao colega:

– Ele está se referindo ao vereador Ivanes e é covarde e não tem coragem de dizer o nome. Eu vou dizer o que o irmão dele fazia. O que não é médico, estava tentando, embriagado, fazer exames ginecológicos nas mulheres.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.