Veneziano só admite aliança se PSDB quiser vice ou Senado

O ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), comentou hoje a defesa feita por seu colega de partido, o deputado estadual Trocolli Júnior a respeito de uma política de aliança com o PSDB do senador Cássio Cunha Lima caso se confirme o rompimento político do tucano com o governador Ricardo Coutinho (PSB). Veneziano disse concordar com a aproximação entre peemedebistas e aliados de Cássio desde que a cabeça de chapa seja preservada com o PMDB:
 
"Trocolli não falou em ter Cássio como candidato. É preciso registrar o comprometimento dele com a nossa candidatura, de forma leal. O que ele falou é que o PMDB tem candidato, faz oposição ao governo de Ricardo Coutinho e disse que se o senador superar o obstáculo legal, porque todos nós sabemos dos efeitos que possivelmente se estenderão até 2016, se dispuser a ser antagonista daquele que ajudou a vencer as eleições em 2010 e com quem tem uma relação administrativa, o PSDB passa a ter oportunidade de conversar conosco, mas o PMDB é que conduzirá essa chapa majoritária. Se outros partidos de oposição quiserem conversar conosco, temos duas vagas, de vice e de senador, para que possamos conversar, mas o PMDB tem, inarredavelmente, a candidatura a governo do Estado. É isso que Trocolli e todos os filiados do partido têm falado sem titubear", disse Veneziano Vital do Rêgo, fazendo questão de não deixar "interrogações em seu discurso.
 
A entrevista foi dada ao programa Rádio Verdade da Arapuan FM.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.