Veneziano garante não intervir na Câmara

O prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rego (PMDB), refutou ontem as críticas da oposição de que tenha interferido na composição dos membros das sete comissões permanentes da Câmara Municipal. Ele comentou que as indefinições existentes entre os parlamentares não dizem respeito à Prefeitura, mas somente ao integrantes do Poder Legislativo. 

 
“Essa questão diz respeito as nossas tarefas e nós não iríamos intervir. Nós não iríamos nos imiscuir na realidade que diz tão somente respeito à Câmara Municipal”, disse Veneziano. 
 
Segundo Veneziano, “há muito mais equalização sobre esse episódio do que propriamente a realidade que se quer dar”, explicou o peemedebista.
 
Além do prefeito, o procurador geral do Município, Fábio Thoma, também negou interferência na escolha dos integrantes das comissões. A votação deveria ocorrer na última quarta-feira, dia 23, mas foi adiada por conta de uma aliança entre alguns parlamentares da oposição com o do vice-líder da oposição, Tovar Correia Lima (PSDB), que seria indicado para a presidência da Comissão de Finanças. 
 
“No momento da escolha, o procurador do município ligou para os vereadores da base governista e mandou que eles se retirassem. É claro que não houve a sessão por interferência direta do Poder Executivo Municipal com aval do prefeito”, reafirmou as denúncias o tucano. 
 
Na quinta-feira, também houve um novo impasse, inclusive entre membros da própria situação. Foi remarcada a eleição para a próxima terça-feira. As comissões são as seguintes: Justiça e Redação; Finanças, Fiscalização e Orçamento; Obras, Habitação e Serviços Públicos; Educação e Cultura; Comissão de Assuntos do Servidor Público, Defesa do Consumidor, Direitos Humanos da Infância, da Juventude e Segurança Pública; Indústria, Comércio e Agricultura; e Saúde, Saneamento, Meio Ambiente e Seguridade Social.
Nada
 
 
Jornal da Paraíba
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.