Veneziano diz que Caso do Cheque foi espetacularizado pela imprensa

O prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), negou hoje que tenha havido um depósito fruto de dinheiro público em sua conta de campanha à reeleição em 2008. A afirmação foi feita durante uma entrevista coletiva concedida no final da manhã na sede do Ipsem, quando Veneziano também reclamou da "espetacularização" do "Caso do Cheque", como ficou conhecida a Ação de Investigação Judicial Eleitoral pela qual teve o mandato cassado e ainda se queixou do pouco espaço que teria tido na Rede Paraíba de Comunicação nos últimos dois dias.

– Nem na sentença e nem em nenhuma outra parte, desde a espetacularização do episódio de 2008, restou comprovado que houve qualquer depósito vindo do Fundo Municipal de Saúde para nossa conta de campanha. Bastaria que se levasse em consideração o extrato da nossa conta com o do Fundo Municipal de Saúde. É isso que ficará no juízo coletivo do TRE que manteve e aprovou nossas contas de campanham, diferentemente das contas de nosso adversário. Por isso, nossa tranquilidade – disse Veneziano Vital.

Apesar das queixas, foi o próprio Veneziano que optou por manter silêncio a respeito da cassação. Mesmo ontem, quando ele retornou a Campina Grande, restringiu sua fala a um breve pronunciamento em seu gabinete. A coletiva convocada para hoje, portanto, serviu para que o prefeito pudesse dar sua opinião e comentar o episódio da cassação de seu mandato, decretatada pelo juiz Francisco Antunes, da 16ª zona eleitoral.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.