Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Veja quem são os alvos da PF por planejar morte de Moro e autoridades

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Entre os 11 alvos de mandados de prisão temporária e preventiva da Operação Sequaz, há integrantes da cúpula da maior facção criminosa do país que têm anotações por furto, roubo, tráfico de drogas e até sequestro e cárcere privado. De acordo com as investigações da Polícia Federal, eles planejavam a execução de um plano que incluía a morte de agentes públicos, como o promotor de justiça Lincoln Gakiya e o ex-juiz e agora senador Sergio Moro (União Brasil-PR). Até o momento, nove pessoas foram presas e 24 mandados de busca e apreensão foram cumpridos.

Veja alguns dos alvos da operação:

Patrick Uelinton Salomão

Um dos principais nomes da lista é Patrick Uelinton Salomão, conhecido como Farjado, que responde por organização criminosa, tráfico de drogas e associação para o tráfico, inclusive em um processo decorrente de um inquérito do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) de São Paulo, do qual Gakiya faz parte. Ele deixou a Penitenciária Federal de Brasília, em fevereiro do ano passado, após cumprir condenação de 15 anos e 10 meses de prisão.

Forjado também já foi réu em processos por homicídio e lavagem de dinheiro. Em uma das ações, chegou a ser acusado pelo Ministério Público, junto a outros criminosos, de ocultar a movimentação financeira de R$ 1 bilhão decorrentes de atividades ilícitas da facção criminosa, entre janeiro de 2018 e julho de 2019. Atualmente, é considerado foragido.

Janeferson Aparecido Mariano
Outro nome expressivo dentro do grupo criminoso e que foi preso pelos agentes federais, nesta manhã, é Janeferson Aparecido Mariano. Ele já respondeu a ações por furto e sequestro e cárcere privado e também foi apontado como um dos responsáveis por organizar um motim dentro da Penitenciária Franco da Rocha, no interior paulista.

Valter Lima Nascimento
Valter Lima Nascimento, conhecido como Guinho ou Zoinho, apontado como braço-direito do maior fornecedor de drogas para essa facção criminosa, Gilberto Aparecido dos Santos, o Fuminho. Investigações mostram também que ele seria o elo entre o grupo e traficantes de outros países da América Latina.

Nascimento já esteve preso em 2002, 2004, 2006, 2017 e 2019, quando foi flagrado com 400 quilos de cocaína num shopping em Santo André. Na ocasião, foi libertado sete meses depois, após conseguir um habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF).

Em setembro de 2020, Nascimento foi condenado a mais de 20 anos de prisão por tráfico de drogas, e, em janeiro deste ano, foi preso por policiais militares da Rota, em São Paulo. Após seguirem uma denúncia anônima, ele foi localizado com a família, na região do Butantã. O bandido apresentou documento falso, como sendo Walter Fernandes Batista, mas acabou confessando seu verdadeiro nome e admitiu que era procurado pela Justiça.

Reginaldo Oliveira de Sousa
Reginaldo Oliveira de Sousa, conhecido como Rê, também integra a maior facção criminosa do Brasil e possui antecedentes por roubo e tráfico de drogas. Em uma das vezes que foi preso, em agosto de 2003, estava em um carro roubado onde uma granada foi encontrada. Na época, ele foi apontado como um dos que atacaram três soldados da PM, em Taboão da Serra, nos dias anteriores, com artefatos explosivos.

Sidney Rodrigo Aparecido Piovesan
Tido como um dos nomes importantes dentro da hierarquia da quadrilha, Sidney Rodrigo Aparecido Piovesan, conhecido como El Sid, possui anotações por roubo, tráfico de drogas, associação para o tráfico, além de homicídio. Em setembro do ano passado, após seus advogados entrarem com um pedido na justiça para que ele respondesse pelos crimes em liberdade, ele foi colocado nas ruas.

Claudinei Gomes Carias
Claudinei Gomes Carias também responde a diversos processos no Tribunal de Justiça de São Paulo e chegou a cumprir pena pelo crime de tráfico de drogas.

 

 

O Globo Online

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Incidente no Restaurante Garden: entenda o que realmente aconteceu

Anteriores

forumcabeelo (1)

Segundo réu pronunciado pelo homicídio do lutador de MMA é julgado em Cabedelo

joaoalemanha

João Azevêdo abre Fórum de Internacionalização Paraíba-Alemanha e destaca investimentos em pesquisa

Cida Ramos, deputada

Cida Ramos acredita em candidatura própria do PT e diz que está confiante

Adolescente mata os pais e a irmã

Adolescente mata os pais e a irmã em SP por ficar sem computador e celular

Barreira do Castelo Branco

Obras na barreira do Castelo Branco começam hoje e trecho da BR-230 será interditado

Luciano Cartaxo 3

Luciano Cartaxo melhora, mas segue internado em João Pessoa

Ebrahim Raisi

Presidente do Irã morre aos 63 anos em queda de helicóptero

Luciano Cartaxo e Cida Ramos

Executiva Nacional do PT adia mais uma vez decisão sobre eleições em João Pessoa

UFPB-entrada-683x388

Começam hoje inscrições para concurso da UFPB com 21 vagas e salário de até R$ 11 mil

Padre Egídio preso

Justiça realiza hoje primeira audiência de instrução de Padre Egídio e ex-diretoras do Hospital Padre Zé