Vanessa da Mata e Gustavo Magno animam segunda noite do Extremo Cultural

A segunda noite do projeto Extremo Cultural contará hoje com as apresentações da cantora mato-grossense Vanessa da Mata e do potiguar Gustavo Magno. A programação começa a partir das 20h, no Busto de Tamandaré, e acontece sempre as sextas e sábados de janeiro, além do primeiro sábado de fevereiro. A realização é da Prefeitura de João Pessoa (PMJP), por meio de sua Fundação Cultural (Funjope).
 
Vanessa da Mata é cantora e compositora. Ela lançou quatro álbuns e um CD/DVD ao Vivo, este último gravado em Paraty (RJ). Entre os grandes sucessos de sua discografia estão “Não me deixe só”, “Ai, Ai, Ai”, “Boa Sorte/Good Luck”, “Baú” e “Amado”. Desde janeiro de 2013 a cantora está envolvida no projeto “Nívea Viva Tom”, homenageando Tom Jobim.
 
A cantora nasceu em 1976, em Alto das Garças (MT) e se mudou aos 14 anos para Uberlândia (MG), onde passou a cantar em barzinhos. A partir de 1992, já em São Paulo, integrou bandas de reggae e um grupo de música regional, além de atuar como jogadora de basquete e modelo. Em 1997 conheceu o compositor Chico César, com quem compôs “A Força que Nunca Seca” – canção que Maria Bethânia escolheu para título de seu álbum em 1999. Gravada por diversos cantores, Vanessa também passou a se apresentar como intérprete, chegando ao seu primeiro CD em 2002.
 
Gustavo Magno – Natural de Natal, Rio Grande do Norte, Gustavo Magno é cantor, compositor, escritor e Gustavo Magno _ Foto Bruno Vinelli 2013 (4)poeta brasileiro. Lançou o CD “Divina Virtude”, em 2007, pela gravadora Atração Fonográfica. Gustavo Magno é um nome que se consolida na música popular brasileira, misturando canções, reggae, rock e muito pop com leves citações nordestinas. Começou como baixista do Utopia, grupo de rock paraibano. Aos 19, foi convidado para participar da gravação do mix “Sociedade dos poetas p…”, de Carlos Aranha, sob a regência de Osman Giuseppe Gioia, regente da Orquestra Sinfônica do Recife. Iniciou sua trajetória como compositor com a apresentação de “Signos, sinais, signos”, no VI Festival MPB-Sesc, em João Pessoa.
 
O projeto – O Extremo Cultural se consolidou como um dos eventos mais importantes no calendário cultural da Capital. A proposta do projeto, que tem como um de seus diferenciais a diversidade cultural, é trazer ao palco montado no Busto de Tamandaré atrações musicais locais e de renome nacional. O evento, que acontece de 4 de janeiro a 1º de fevereiro e deve atrair milhares de pessoas, com música para todos os gostos e estilos, como samba, rock, sertanejo e MPB.
 
Confira a programação do Extremo Cultural 2014:
 
Sexta-feira (10):
 
20h – Gustavo Magno
 
22h – Vanessa da Mata
 
Sábado (11):
 
20h – Erick Von Sohsten
 
22h – Beth Carvalho
 
Sexta-feira (17)
 
20h – Ramon Schnayder
 
22h – Dudu Nobre
 
Sábado (18)
 
20h – Mira Maya
 
22h – Frejat
 
Sexta-feira (24)
 
20h – Rock Retrô
 
22h – Jota Quest
 
Sábado (25)
 
20h – Eloísa Olinto
 
22h – Gal Costa
 
Sexta-feira (31)
 
20h – Renata Arruda
 
22h – Roberta Sá
 
Sábado (1°)
 
20h – Val Donato
 
22h – Titãs

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.