Alexandre Moura

Engenheiro Eletrônico, MBA em Software Business e Comércio Eletrônico, Chairman da Light Infocon Tecnologia S/A, VP da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado da Paraíba e Diretor de Relações Internacionais da BRAFIP.


V Workshop Nichos de Mercado para o Setor Agroindustrial

No período de 24 a 27 deste mês, acontecerá em São Paulo, o “V Workshop Nichos de Mercado para o Setor Agroindustrial”. O evento é considerado o mais importante do setor na América Latina e é promovido pela EMBRAPA e SEBRAE, tendo como objetivo principal “aproximar indústrias, agroindústrias, produtores rurais e outros segmentos de mercado interessados nas pesquisas e produtos, da EMBRAPA para negócios e parcerias”. O workshop é uma ação importante para “identificar as oportunidades comerciais e de cooperação técnica e criar alternativas de ampliação do mercado de nicho, por meio da inserção de novos empreendedores e ações de organização da cadeia produtiva do agronegócio”. As inscrições são gratuitas e estão abertas. Mais informações no endereço: www.embrapa.br/busca-de-eventos/-/evento/408826/v-workshop-de-nichos-de-mercado-para-o-setor-agroindustrial#sec-programacao

Mais Concorrência

O Uber vai ter mais concorrência na cidade de São Paulo, além do aplicativo “99 Táxi”. Já está disponível na cidade, a plataforma da startup russa inDriver. A plataforma que tem pouco mais de um ano operando em mais de 20 cidades brasileiras, a exemplo de Recife, Natal e Porto Alegre, entra agora no maior mercado do país. A estratégia é a mesma adotada tanto na Rússia quanto em outros países: Começar em cidades menores, testando o mercado e depois passar para cidades maiores. Na Rússia, por exemplo, o serviço começou na pequena cidade de Yakutsk, situada na Sibéria. O diferencial do inDriver é que o aplicativo permite uma espécie de leilão no valor da corrida, “o cliente pode negociar com o motorista o preço da viagem, estabelecendo o valor que quer pagar ao fazer a chamada” e assim, os motoristas disponíveis aceitam ou fazem uma contra proposta, até fechar o valor”. Segundo a empresa, os descontos podem chegar até 25% do valor médio cobrado pelo Uber. Parece que funciona, visto que já são “mais de 29 milhões de usuários em nível mundial”.

70%

Uma pesquisa realizada pela empresa de relações públicas e marketing FleishmanHillard Inc. (www.fleishmanhillard.com), multinacional de origem americana, concluiu que “70% dos consumidores pesquisados, preferem comprar produtos e serviços, de empresas com impacto social e ambiental positivos”. Denominado de “Authenticity Gap”, o levantamento foi baseado em entrevistas com mais de 7.000 consumidores, de diferentes classes sociais, em vários países e teve o objetivo principal de “mundialmente, mapear a satisfação e tendências, do relacionamento entre consumidores e marcas (tanto de empresas quanto de produtos específicos)”. Outro dado interessante, levantado pela pesquisa, foi no tocante aos dados pessoais coletados pelas empresas: Para “63% dos entrevistados, as empresas que usam dados dos consumidores para beneficio próprio, são mal vistas pelos clientes”.

5,8 Bilhões de Reais

Este é o valor que deve ser investido pelas empresas da América Latina, ao longo deste ano, em “robotização” de suas linhas de produção, um crescimento de 21% em relação aos gastos de 2018. O número é proveniente de um relatório da empresa americana IDC – International Data Corporation (www.idc.com), especializada em inteligência de mercado no segmento de TIC (Tecnologias da Informação e Comunicações). Denominado de “Guia Semestral Global de Investimento em Robótica”, o documento prevê ainda que, 27% deste total (cerca de R$ 1,6 bilhão) serão gastos com serviços associados ao uso de robôs (consultoria, manutenção, adequação de instalações, treinamento e capacitação de pessoal, etc). A tendência para 2020 é manter ou até superar, o percentual de crescimento deste ano.

V Workshop Nichos de Mercado para o Setor Agroindustrial

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.