Unimed atribui à alta demanda demora no atendimento a jornalista

A direção do Hospital da Unimed João Pessoa emitiu hoje uma nota na qual comenta o episódio gerado pela demora no atendimento ao repórter da TV Tambaú, Ainoã Geminiano. A instituição nega que tenha havido negligência, mas reconhece a existência de "uma realidade de alta ocupação em virtude do contexto em que se encontra o sistema de saúde".

Leia a íntegra do texto:

Esclarecimentos sobre atendimento no Hospital Unimed João Pessoa

A direção do Hospital Unimed João Pessoa esclarece que, a respeito do atendimento ao jornalista Ainoã Geminiano, no sábado passado (23), todas as providências foram adotadas para agilizar a internação e prestar a assistência necessária ao paciente.

Desde os primeiros momentos no Hospital Unimed João Pessoa, o jornalista teve acompanhamento da equipe médica e de todos os colaboradores. Enquanto não era disponibilizado um apartamento, o jornalista ficou em um leito de observação do Pronto de Atendimento, setor de urgência e emergência do Hospital, onde teve assistência com equipamentos e medicamentos.

Ao dar entrada no Pronto Atendimento, ele recebeu, inicialmente, atendimento de uma médica da especialidade de clínica geral. Em seguida, foi atendido por uma neurologista, especialista indicada para acompanhar os sintomas relatados pelo jornalista. Além disso, a família e o paciente ainda contaram com o apoio irrestrito do serviço social para esclarecer quaisquer dúvidas ou atender a possíveis solicitações.

A direção do Hospital Unimed JP esclarece, ainda, que a internação não ocorreu tão rápido quanto era o desejo da família e de toda a equipe do Hospital Unimed João Pessoa porque não havia apartamento disponível na instituição para o quadro clínico apresentado pelo jornalista. Todos os esforços foram feitos, no entanto, para conseguir o apartamento no intervalo de tempo mais breve possível.

O Hospital Unimed João Pessoa, que conta com 230 leitos para internação, vive, hoje, uma realidade de alta ocupação em virtude do contexto em que se encontra o sistema de saúde. Para garantir o atendimento aos clientes, a Unimed João Pessoa, operadora de plano de saúde a que pertence o Hospital, mantém uma rede de assistência que inclui outros 13 hospitais credenciados e três clínicas. A preferência pelo Hospital Unimed João Pessoa acaba levando à superlotação que, algumas vezes, gera transtornos para os clientes.

Para finalizar, a direção do Hospital Unimed João Pessoa se coloca à disposição do jornalista Ainoã Geminiano e de seus familiares para quaisquer outros esclarecimentos necessários, como tem feito desde o momento da internação.

Atenciosamente,

Direção do Hospital Unimed João Pessoa

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.