Trocolli revela assédio, mas garante que PMDB está com Marcelo

O deputado estadual Trocolli Júnior (PMDB) confirmou hoje em entrevista ao Parlamentopb que o bloco oposicionista na Assembleia foi procurado pelo colega Lindolfo Pires (DEM) em busca de apoio para sua candidatura a presidente da Casa de Epitácio Pessoa. A oferta feita ao partido de Trocolli para "seduzi-lo" à chapa do democrata incluiu a cessão da vice-presidência, além da primeira e da terceira secretarias. Mesmo assim, segundo o peemedebista, a proposta foi rejeitada:

– O PMDB está fechado com Ricardo Marcelo. Além disso, existe consenso hoje de 28 deputados pela reeleição do presidente. São nove a mais que ele precisaria para se reeleger. Esses deputados estão consicentes de que isso não é eleição de oposição nem de situação. É da Assembleia. Esse grupo que se reuniu na sexta-feira não tem o menor interesse de dificultar quem quer que seja no Governo do Estado – declarou.

Ontem, o presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Marcelo, divulgou ter recebido o apoio de Genival Matias e Manoel Ludgério. O pedetista, contudo, é tido como possível tércius na disputa. Seu nome teria sido cogitado por setores da base do Governo como alternativa para vencer as resistências enfrentadas por Lindolfo Pires, que não conseguiu um voto sequer dos deputados de seu partido.

Para enfraquecer ainda mais a postulação do deputado de Sousa, um assessor parlamentar segredou ao Parlamentopb que os deputados estranharam o fato de o vice-governador Rômulo Gouveia ter se reunido com Lindolfo Pires e também com Ricardo Marcelo. Uma vez que Rômulo é tido como articulador do processo de eleição da mesa diretora, seu comportamento foi entendido como "dúbio" e lançou mais dúvidas a respeito das chances reais de Lindolfo no pleito.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.