Tribunal rejeita contas de campanha de Cássio Cunha Lima

O Tribunal Regional Eleitoral rejeitou hoje, por unanimidade, um mandado de segurança impetrado pelos advogados do ex-governador do Estado, Cássio Cunha Lima (PSDB) contra a rejeição de contas de campanha relativas a 2006, quando o tucano disputava a reeleição. A infração apontada pelos membros da Côrte Eleitoral foi a captação ilícita de recursos, além de erros formais.

O relator do caso, Carlos Neves da Franca, não quis comentar o resultado do julgamento porque alegou que a decisão ainda não foi publicada no Diário da Justiça.

Ainda hoje de manhã, o TRE aprovou com ressalvas as contas da candidata Luci Rodrigues dos Santos ao cargo de deputado federal pelo Partido da Causa Operária (PCO), nas eleições de 2006.

Voto de Pesar – Ainda na sessão, o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, registrou voto de pesar à servidora Maria do Socorro Soares Pessoa pelo falecimento do seu esposo, o desportista e advogado Simbaldo de Almeida Pessoa, nesta quinta-feira (13).

O voto de pesar foi apresentado pelo vice-presidente do TRE-PB, Nilo Luís Ramalho Vieira, que foi acompanhado pelos demais componentes da Corte e pelo procurador eleitoral da paraíba Werton Magalhães.

“Destaco a atuação do Dr. Simbaldo como educador no Colégio Pio X, como professor que formou gerações e como um excelente pai de família”, disse o jurista Lyra Benjamin de Torres.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.