TRE reprova contas do PMDB e cita comprometimento de confiabilidade

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), na sessão de hoje, desaprovou por unanimidade, as contas do Diretório Estadual do Partido do Movimento Democrático Brasileiro da Paraíba (PMDB- PB), referente às eleições 2006, em virtude de falhas e omissões comprometendo a confiabilidade das mesmas.

A Corte seguiu o parecer da Coordenadoria de Controle Interno (CCI) e do Ministério Público  Eleitoral, desaprovando as contas do diretório do PMDB, por não apresentar extratos bancários, entre outras irregularidades.

Sob a relatoria do juiz Carlos Neves da Franca Neto, foram desaprovadas por unanimidade, as contas do candidato Durval da Costa Lira Júnior, ao cargo deputado estadual pelo Partido Popular Socialista (PPS- PB), nas eleições 2006, por não apresentar documento comprobatório de abertura de conta específica.

Pesar – O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba  (TRE-PB), registrou voto de pesar pelo falecimento do juiz João Batista de Sousa, falecido na manhã do último domingo, 29, vítima de infarto.

A Corte Eleitoral se acostou  ao voto do corregedor Carlos Sarmento, no que foi acompanhada pelo Ministério Público Federal da Paraíba, e a Ordem dos Advogados do Brasil, secção Paraíba.

João Batista de Sousa era  titular da 3ª Vara Criminal da comarca de Campina Grande e exerceu  jurisdição nas comarcas de Pocinhos, Teixeira, Juazeirinho e Cajazeiras.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.