TRE-PB julga não prestadas as contas de Salomão Gadelha

A Corte do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), na sessão de hoje, julgou não prestadas as contas de campanha, referente ao Pleito de 2010, do então candidato a deputado estadual, Salomão Gadelha (PMDB), falecido em novembro do daquele ano.

Apesar da peculiaridade do caso, a resolução que rege a matéria prevê que, em caso de falecimento, a obrigação de prestar contas, referentes ao período em que se realizou campanha, é de seu administrador financeiro, ou, na sua ausência, no que for possível, da respectiva direção partidária.

Por unanimidade, o Pleno decidiu pela remessa de cópias dos autos ao relator do processo de prestação de contas do Comitê Financeiro, desembargador Manoel Monteiro.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.