TRE mantém prefeito de São Bento no cargo

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba desproveu recurso movido pelos candidatos derrotados em 2012, Jullys Roberto e Milton Lucio, e pediam a cassação do diploma e anulação das eleições no município de São Bento. O atual prefeito, Gemilton Sousa (PR), era acusado de abuso de poder econômico, político, conduta vedada e captação ilícita de sufrágios nas eleições de 2012.

O parecer do Mistério Público Eleitoral  e voto do juiz-relator, Breno Wanderley foram pela cassação do mandato, mesmo assim, o gestor foi mantido no cargo por 5 votos contra 1. O processo com o pedido de cassação contra o prefeito Gemilton Souza esteve na pauta de julgamento do TRE em cinco sessões. 

Nos autos constam a acusação de que o prefeito teria distribuído 500 consultas médicas às vésperas da eleição. Além disso, ele teria oferecido  óculos, nos dias 3, 4 e 5 de outubro, bem como mais 500 mil tijolos e madeira para construção.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.