TRE livra prefeito de Mogeiro de cassação

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba julgou hoje à tarde um Recurso Eleitoral movido pela coligação "Unidos Por Mogeiro" em face da Ação de Investigação Judicial Eleitoral, julgada improcedente em primeira instância. O prefeito da cidade, Antônio José Ferreira, respondia por captação ilícita de sufrágio e foi absolvido por falta de provas.

De acordo com o relatório, a coligação "Unidos por Mogeiro" pediu a reforma da sentença de primeiro grau. Segundo ela, o texto merece reforma, pois vários eleitores teriam sido agraciados com cirurgias e atendimentos médicos particulares, na cidade de Campina Grande. Em setembro de 2008, a coligação representada teria gasto mais de R$ 6 mil em atendimentos médicos que seriam trocados por votos.

O relator Márcio Accioly de Andrade votou pelo desprovimento do recurso alegando fragilidade das provas apresentadas e seguindo o parecer de primeira instância. Os demais membros do TRE acompanharam o relator e deram desprovimento ao recurso.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.