TRE aprova tropas federais para João Pessoa e mais 4 municípios

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) decidiu no final da tarde de hoje solicitar o reforço de tropas federais para os municípios de João Pessoa, Patos, Guarabira,, Sousa e Campina Grande no dia 31 de outubro. A providência foi motivada pelas pela greve da polícia civil, que fez com que a Côrte eleitoral negasse o reforço a Santa Rita e Pombal, constantes nas denúncias originais apresentadas pelo PPS da Paraíba.

O primeiro a falar foi o procurador regional eleitoral, Werton Magalhães, que ressaltou em seu parecer considerar razoável a convocação, embora as juízas de Pombal e Santa Rita tenham se pronunciado contrárias à necessidade do reforço no efetivo.

– O Ministério Público Eleitoral não se manifesta contrário, mas acredita razoável a requisição de forças federais.

Werton ainda comentou a deflagração da greve dos policiais civis, para subsidiar sua argumentação:

Na sequência, o corregedor eleitoral, Carlos Neves, também enfatizou a greve dos policiais civis como preponderante para que haja a necessidade de reforço e acrescentou o teor de uma reunião que teve pela manhã com o secretário de Segurança do Estado, Gustavo Gominho:
 
– O secretário me disse que não teria como garantir a presença dos policiais civis, que estão em greve, no dia 31 de outubro. Isso me chocou na reunião. Eu sugiro a esta Côrte que convoquemos tropas federais para a linha dorsal de Campina Grande, Patos, Sousa e Guarabira. Eventual problema que venha a acontecer nestas regiões certamente as tropas já acomodadas nestes centros poderiam socorrer a vizinhança e as jurisdições. É imprescindível neste momento o reforço das tropas federais.

O presidente do TRE concordou com a solicitação de Carlos Neves, assim como João Ricardo Coelho, Carlos Neves, Niliane Meira, Newton Vita, Manoel Monteiro e João Batista Barbosa.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.