Toinho do Sopão assume mandato em meio a ameaça de cassação

O deputado estadual mais votado da história da Paraíba, Toinho do Sopão (PTN) assume o mandato nesta terça-feira, 1º de fevereiro, em meio a uma nova polêmica. É que seu suplente, o contador Geovane Medeiros, ameaçou divulgar um dossiê com denúncias fortes contra o vendedor ambulante que virou parlamentar. Ele também promete acionar Toinho no Conselho de Ética do PTN e põe em questionamento o mandato obtido pelo ex-aliado:

"Há vídeos indecentes, contratos pactuados, cheques e despesas de campanha não declaradas, processos trabalhistas contra ele em razão de não pagamento a prestadores de serviços e todo tipo de condutas abomináveis praticadas por ele", disse, sobre Toinho. Uma outra acusação é de que ele se apropriaria das "sobras" de doações para a sopa distribuída diariamente no Parque Solon de Lucena.

Hoje, a assessoria do deputado eleito distribuiu uma nota à imprensa negando a procedência das denúncias feitas por Geovane.

De acordo com os assessores, a carta é caluniosa e as informações contidas são inverídicas. Eles atribuiram a atitude a Djalvani da Fonseca, ex- presidente do PTN de João Pessoa.

Confira um trecho da nota distribuída pelos assessores do novo deputado:

"Os assessores do deputado Toinho do Sopão disseram que a carta é caluniosa, as informações contidas nela são inverídicas como também há um articulador nesta história que não se contenta em não ter sido chamado para ser o chefe de gabinete, trata-se de Djalvani da Fonseca- ex presidente do PTN de João Pessoa.

Segundo os assessores, Djalvani elaborou um contrato onde obrigava o Deputado eleito a contratá-lo como chefe de gabinete, Toinho diante de tal inocência não fez ressalva alguma, ao se deparar com o Fenômeno “Toinho do Sopão” o próprio Djalvani como assessor, levou o deputado à imprensa fazendo-o declarar apoio a José Maranhão.

Por sua vez a imprensa ao descobrir o “acerto político” publicou em todas as mídias e em diversas versões o possível acerto político entre eles, sendo que a maior parte acusando  Toinho do Sopão, ao saber o Partido impediu a aliança de Toinho com o Maranhão e diante de tudo isso Djalvani que seria o único beneficiado renunciou seu cargo e rompeu com o Deputado.

A Presidência Estadual do partido ficou surpresa ao ver que usaram seu nome para prejudicar o Deputado eleito Toinho do Sopão".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.