TJPB aprova Pesar pela morte de Leda Salles, Juarez Farias e José Carlos da Silva Júnior

Na abertura da 3ª Sessão Ordinária Administrativa, por videoconferência, nesta quarta-feira (10), o Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba aprovou, por unanimidade, Votos de Pesar pelo falecimento da senhora Leda Coelho de Salles, mãe dos magistrados Marcos Coelho de Salles e Ângela Salles; do conselheiro aposentado do TCE-PB, Juarez Farias; de Sebastião Lucena de Morais, irmão da vice-presidente do TJPB, desembargadora Maria das Graças Morais Guedes; e do empresário José Carlos da Silva Júnior, diretor-presidente do Grupo São Braz e da Rede Paraíba de Comunicação.

As proposituras foram apresentadas pelo Presidente do Poder Judiciário estadual, Desembargador Saulo Henriques de Sá e Benevides, e pelos desembargadores Joás de Brito Pereira Filho e Fred Coutinho, respectivamente.

Ao justificar sua moção, o Desembargador-Presidente Saulo Benevides ressaltou que a senhora Leda Salles, que faleceu nesta quarta-feira aos 86 anos de idade, era uma mãe de família exemplar e uma pessoa batalhadora. “Ela orientou e educou nove filhos, dentre eles Marcos Salles e Ângela Salles, que são magistrados”, afirmou.

Ao acompanhar a propositura, os desembargadores José Ricardo Porto e Carlos Martins Beltrão Filho relembraram momentos vividos com a senhora Leda Salles. “Aprovo com todas as honras, e que Deus a tenha ao seu lado”, disse o desembargador Ricardo Porto. Já o desembargador Carlos Beltrão afirmou que Leda Salles era uma figura humana extraordinária, boa mãe, uma excelente pessoa no trato e que deixou um legado.

O desembargador Joás de Brito destacou que o conselheiro Juarez Farias era uma pessoa que prestou relevantes serviços, que foi membro da Academia Paraibana de Letras e que viveu para o trabalho. O conselheiro faleceu na última segunda-feira (8), em decorrência de complicações de um câncer. “O conselheiro Juarez Farias deixa um grande legado no Estado da Paraíba”, disse o desembargador.

Para o desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque, o conselheiro aposentado do TCE-PB deixa um legado de honradez, de planejamento, e era uma das estrelas mais brilhantes. “Era uma das personalidades de grande inteligência da Paraíba, nascido em Cabaceiras”, ressaltou.

Em seguida, o desembargador Fred Coutinho informou que o senhor Sebastião de Morais faleceu nessa terça-feira (9) e que a família está muito consternada. “É um momento de muita tristeza e um irmão muito querido da nossa amiga, a desembargador Graça Morais”, afirmou.

O desembargador Ricardo Vital de Almeida destacou o falecimento do empresário José Carlos da Silva Júnior, que fez sua história no âmbito da indústria e do comércio da Paraíba. “Era um homem efetivamente distinto e diferenciado”, afirmou o desembargador Vital.

O Ministério Público estadual, representado pelo procurador de Justiça Doriel Veloso, se acostou às quatro proposituras. Em relação ao conselheiro do TCE-PB, o procurador disse que a cultura paraibana muito lhe deve.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.