Tião nega legenda para Aníbal ser candidato a prefeito da capital

A crise no PSL da Paraíba continua rendendo. Hoje de manhã, o presidente da sigla, Tião Gomes, comentou as declarações do deputado estadual Aníbal Marcolino, que se lançou candidato a prefeito da capital paraibana em 2012. Apesar do entusiasmo do colega, o dirigente não esboçou qualquer reação de estímulo ao filiado. Ao contrário, Tião aconselhou Aníbal a arrumar as malas e procurar outra agremiação política:

– Aníbal é um bom nome, mas pelo PSL é muito difícil ele concorrer. Ele não respeita o partido. Se ele quer disputar, ele tem que procurar a executiva estadual, nacional e discutir isso aí, como foi feito em Campina Grande. O vereador Cassiano Paschoal nos procurou e lá teremos candidatura própria. Agora, aqui em João Pessoa, é muito difícil e não vou esconder isso de ninguém para que amanhã não venham dizer que Tião prometeu que Aníbal seria candidato e hoje não é. Acho mais interessante Aníbal procurar outro partido para ser candidato e não o PSL.

Tião acrescentou que a divergência sobre as posturas de Aníbal ainda não foram resolvidas e que o assunto deverá ser tratado em uma reunião em Brasília, com o presidente nacional do PSL, Luciano Bivar. Antes, o presidente paraibano da legenda havia previsto um encontro com os advogados da executiva nacional, em João Pessoa, para solucionar os problemas de convivência com o "rebelde". Como a reunião não aconteceu, Tião explicou que deve seguir à capital federal com Aníbal para tratar do imbróglio:

– O problema com Aníbal nunca foi a postura dele na Assembleia, mas a postura em relação ao partido. Isso não foi resolvido ainda, mas foi. Aníbal é um candidato em potencial, mas ele precisa fazer um caminho dentro do partido e isso ele não tem feito. A reunião com a executiva nacional só não aconteceu sábado, porque não foi possível. Mas, será realizada em outra oportunidade.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.