Tião Gomes defende mudança na presidência da Assembleia

A disputa pela presidência da Assembleia Legislativa da Paraíba parece que não vai ser nada fácil, apesar de ter a simpatia de boa parte dos deputados, o atual presidente Ricardo Marcelo deve enfrentar adversários fortes, entre os quais: Lindolfo Pires (DEM), Manoel Ludgerio (PDT), Antonio Mineral (PSDB) e Tião Gomes (PSL) que declarou esta semana sua vontade de ser eleito ao cargo.

Em relação à escolha do deputado a presidir a Assembleia, Tião declarou que a bancada do governador eleito vive um momento de transparência e que será “ungido” aquele que obtiver o melhor êxito.

– Estamos conversando com os deputados esperando que tudo isso flua de maneira natural. Eu acho que a situação hoje do grupo de Ricardo Coutinho é uma situação transparente, nós temos três ou quatro candidatos à Presidência e esses vão trabalhar. Aqueles que tiverem melhor êxito será ungido candidato à presidente sem dúvida nenhuma.

O deputado se mostrou contrário a reeleição de Ricardo Marcelo à presidência da Assembleia. E disse que assim como o povo escolheu pela mudança ao eleger Ricardo ao governo, deputados devem optar pela mudança no Legislativo também.

– Com relação a Ricardo Marcelo nós não temos compromisso nenhum. Nós achamos uma administração ultrapassada e queremos uma administração pra Assembleia que venha mostrar a sociedade que também a AL mudou. Já que elegeu Ricardo Coutinho, agora eleger um deputado que tenha condições de mudar a história da Assembleia.

Ele comentou também como seu partido está lidando com a divergência de orientação partidária do deputado eleito Dr. Aníbal Marcolino com relação ao projeto do governo de Ricardo Coutinho.

– O PSL está discutindo isso internamente e nós temos todo interesse em trazer Aníbal para fazer parte do governo, agora é uma questão de trabalho e de tempo. Isso tem sido discutido, tenho falado constantemente com Aníbal, agora vamos esperar sua posição. Não podemos forçar que ele venha, agora que ele será bem recebido com certeza. Já conversamos isso com governador, com Rômulo Gouveia, vamos apenas aguardar o momento oportuno de se conversar.

O deputado acredita que Aníbal pode aderir à proposta, que tudo é uma questão de tempo. E que em política tudo é possível, ainda mais porque o partido já é aliado do futuro governador.

– Claro que eu acho possível, nada é impossível em política. Senão as coisas que aconteceram nesse país e Estado nesses anos nunca tinham acontecido. Então é um governador que precisa de apoio e um deputado que precisa de apoio. E Aníbal é um grande deputado, é de um partido que já está do lado de Ricardo, nada mais justo do que se juntar e que juntos possamos construir essa unidade dentro do PSL também.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.