Tião Gomes admite: mulher e filha tinham gratificações de Maranhão

Em mais uma declaração surpreendente, como é de seu costume, o deputado estadual Tião Gomes, presidente do PSL da Paraíba, admitiu hoje que sua esposa, Ádria Perazzo, e a filha, recebiam gratificações durante o governo de José Maranhão (PMDB), a quem passou a fazer oposição no segundo turno das eleições do ano passado. Ao mesmo tempo em que disse defender a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) destinada a apurar irregularidades na distribuição de gratificações do Governo do Estado na gestão passada, Tião acrescentou que muitos deputados do bloco governista à época recebiam este tipo de "benefício" para distribuir com correligionários.

“No governo Maranhão, a minha mulher ganhava a R$ 1.500 e minha filha R$ 500”, declarou o deputado estadual após ser questionado se também recebeu dinheiro do governo Maranhão.

Ainda de acordo com o deputado, a Secretaria Estadual de Administração teria uma lista contendo os nomes e os valores pagos a título de gratificações. Ele ameaçou, inclusive, divulgar os nomes dos deputados contemplados. Por enquanto, Tião adiantou apenas que vários deles foram reeleitos para a atual legislatura.

As declarações de Tião Gomes foram dadas ao Jornal Correio da Manhã, da 98 FM.

Com Portal Correio

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.